Economia

Governo de São Paulo reduz ICMS para combustíveis de 25% para 18%

Expectativa é que preço do litro da gasolina passe de R$ 6,97 para R$ 6,50, em média, no estado. Haverá fiscalização em postos.

Do R7, com informações de Rafael Ferraz, da Record TV
27/06/22 às 10h51
Governo de São Paulo reduz ICMS de combustíveis de 25% para 18% RAFAEL FERRAZ / RECORD TV

O Governo de São Paulo anunciou nesta segunda-feira (27) a redução da alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) de combustíveis de 25% para 18%, uma queda de 7 pontos percentuais.

A expectativa é que, com o incentivo, o preço do litro da gasolina passe de R$ 6,97 para R$ 6,50, em média, no estado.

A resolução, assinada pelo secretário da Fazenda e Planejamento, Felipe Salto, será publicada no Diário Oficial do Estado, para regulamentar em São Paulo a lei federal nº 194/22. A medida deve impactar a arrecadação em R$ 4,4 bilhões.

O anúncio foi feito pelo governador Rodrigo Garcia (PSDB) em coletiva de imprensa com os secretários da Fazenda e Planejamento, Felipe Salto, e da Justiça e Cidadania, Fernando José da Costa, na manhã desta segunda.

“Estamos informando hoje, por decreto, que a alíquota diminua para 18%. Estamos implantando imediatamente a redução proposta pela lei federal sancionada pelo presidente da República. Nossa expectativa é que essa decisão cause um efeito na bomba de gasolina de redução de cerca de R$ 0,48. Esperamos, com isso, que a Petrobras faça a parte dela”, afirmou o governador.

De acordo com o governo, o imposto estaria em R$ 1,74 sem o congelamento do preço. Com a redução anunciada, o valor chega a R$ 1,26 em 1º de julho.

O governo, no entanto, pontua que a contínua elevação dos preços do petróleo e os repasses da Petrobras devem corroer os ganhos eventuais dos consumidores.

A resolução da Secretaria da Fazenda também reduz para 18% o ICMS da energia elétrica e de serviços de comunicação.

Impacto na arrecadação
De acordo com o governo, com a redução do imposto, haverá uma arrecadação menor, o que impacta investimentos em áreas como saúde e educação.

"É natural que vamos rever as despesas. Somos exemplo em responsabilidade fiscal. Isso para ter dinheiro para tudo. Mas, com a redução na arrecadação de impostos, vamos deixar de investir, se a situação ficar assim por muito tempo", ressaltou o governador.

Fiscalização
O governador também anunciou que o Procon vai divulgar os preços médios dos combustíveis antes da redução do ICMS para que o consumidor possa saber se a medida refletiu na queda dos preços nas bombas.

“Não é justo a gente fazer esse grande esforço e a redução de imposto ficar na margem do posto de gasolina ou da distribuidora, portanto o Procon vai estar nas ruas fazendo essa avaliação e divulgação dos preços da gasolina em São Paulo”, destacou Rodrigo Garcia.

  • a href="/hmadmin/ /iframe .
 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM ECONOMIA
Franquia:
Andradina SP
Franqueado:
FLAVIA REGINA DE AVELAR GOMES 25180990858
14.225.543/0001-11
Editor responsável:
Flavia Gomes Mtb 8.016/MG
Email: ointeriorfala@gmail.com
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.