Pimenta

Plenário da Câmara fica vazio em audiência para ouvir sugestões de moradores

Sem presença popular, sessão durou apenas 20 minutos

Guilherme Leal - Hojemais Araçatuba
16/06/19 às 08h00
Plenário vazio durante realização de audiência pública (Foto: Angelo Cardoso/ Câmara Araçatuba)

Nesta semana foi realizada na Câmara de Araçatuba uma audiência pública para ouvir sugestões da população quanto a elaboração da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2020. Esse encontro é importante, pois nele os moradores podem apontar aos vereadores problemas e questões que mais incomodam no dia a dia e que podem se tornar prioridade para a administração pública. No entanto, para surpresa dos vereadores que comandariam a sessão, nenhum munícipe compareceu. Ninguém, absolutamente nada de participação popular.

Ferramentas

Fica contraditório o discurso das pessoas que, nas ruas, defendem uma nova forma de fazer política ou de que a democracia já não funciona se essas mesmas pessoas não utilizam as ferramentas que a lei fornece para participarem do jogo democrático. Ademais, essa ausência passa impressão de que, mesmo com toda crise que o Brasil atravessa, grande parte da população não entendeu que política está além do ato de ir às urnas de quatro em quatro anos.

Articulador

O vereador Rivael Papinha (PSB) se mostrou um bom articulador ao conseguir aprovar por unanimidade o projeto de lei que proíbe os órgãos da administração pública municipal a utilizarem logotipos ou cores que representem partidos políticos em veículos, prédios e documentos oficiais. O projeto havia recebido parecer pela ilegalidade do setor jurídico da Casa e da Comissão de Justiça e Redação. No entanto, Papinha conseguiu convencer os colegas a derrubar o parecer e articulou com o vereador Lucas Zanatta (PV) para acrescentar uma emenda proposta por ele. O ex-presidente da Casa mostra assim bom trânsito entre os pares o que pode permitir voos ainda maiores.

Anchieta

Em mais uma repercussão de um movimento nacional, a vereadora Beatriz (Rede) leu durante discurso na tribuna da Câmara a nota publicada pelo Santuário Nacional de Anchieta na qual eles recusam indicação para que São José de Anchieta se torne patrono da Educação no lugar de Paulo Freire, nomeado em 2012. Beatriz é da Rede Sustentabilidade, partido que tem feito oposição ao governo Bolsonaro e tem como principais nomes o da ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva. Anteriormente Beatriz discursou contra fala do presidente que fez apologia ao turismo sexual de mulheres.

Colegas

O vereador Dr. Almir (PSDB) enviou ofício ao seu colega de partido e presidente da Alesp (Assembleia Legislativo do Estado de São Paulo), Cauê Macris, para que ele intervenha no imbróglio entre o Iampse (Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual) e a Santa Casa de Araçatuba que resultou na suspensão dos atendimentos no hospital de funcionários públicos estaduais. No ofício o vereador tucano diz que a suspensão agravou o problema da saúde no município e pede que Macris adote “providências urgentes”.

Ranking

Birigui ficou em primeiro lugar no índice de governança municipal do Conselho Federal de Administração que avalia as finanças, a gestão e o desempenho de municípios de todo o País. A classificação é entre os municípios de 100 a 290 mil habitantes. A capital do calçado infantil aparece na frente de cidades como Praia Grande, Franca, Itapecirica da Serra e Caraguatatuba. Com média de 8,34, o município atingiu 7,69 em finanças, 8,50 em gestão e 8,83 em desempenho. Esse resultado é positivo para o prefeito Cristiano Salmeirão (PTB) principalmente por estar em curso pedido de empréstimo junto à Caixa. As instituições financeiras costumar levar esses dados em conta.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM PIMENTA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.