Pimenta

Redes sociais a todo vapor em ano eleitoral

Nesta semana, praticamente a primeira útil do ano, as redes sociais já deram uma prévia de como será o ano de eleições municipais

Da redação - Hojemais Araçatuba*
11/01/20 às 17h37

Nesta semana, praticamente a primeira útil do ano, as redes sociais já deram uma prévia de como será o ano de eleições municipais. O que mais vimos foram ataques, defesas, acusações e até provas para um pedido de cassação de prefeito. Políticos e funcionários de alto escalão devem prestar bastante atenção no que andam publicando, pois podem tanto se sair bem na opinião do povo, quando “entrar uma fria”.

Tudo registrado

Em Araçatuba, a denúncia protocolada na Câmara dos Vereadores pedindo investigação de possível crime de responsabilidade e cometimento de infrações político-administrativas contra o prefeito Dilador Borges (PSDB) é toda baseada nas publicações do tucano e seus aliados no Facebook. A festa no Centro de Controle de Zoonoses foi registrada por fotos e vídeos que, segundo a denúncia, comprovam a não realização de expediente no dia 13 de dezembro, uma sexta-feira.

Pegou mal

O vereador Dr. Almir (PSDB) se viu numa saia justa nas redes sociais. Após a divulgação de seu projeto de lei que proíbe panfletos em semáforos, vários munícipes recorreram às redes sociais para se posicionarem contrários, alegando que o serviço é um “bico” para desempregados e que o parlamentar desconhece a realidade das classes menos favorecidas. Dr. Almir também usou a rede social para dar resposta e chamou os que fizeram críticas de “turminha do mal”, lembrando que é ano eleitoral, o que gerou mais polêmica. Alguns comentaram que se não quisesse críticas, que não se candidatasse.

Segurança

Segundo o tucano, a proposta “proíbe no município de Araçatuba, a prática de atos que constituem perigo ou obstáculo para o trânsito, em vias urbanas, sinalizadas por semáforos ou não, e dispõe sobre o encaminhamento de população de rua e pessoas carentes, que estejam praticando tais atos às competentes entidades assistenciais”. De acordo com ele, as atividades exercidas em semáforos são contrárias à lei federal que rege o assunto, pois oferecem perigo aos usuários e obstáculo ao trânsito, colocando vidas em risco. “Ambulantes e panfleteiros continuarão a exercer suas atividades em lugares seguros a eles próprios e aos demais munícipes”, afirmou. Ainda segundo Dr. Almir, a maioria das pessoas que tomam os semáforos não é de Araçatuba.

Homofobia?

O secretário municipal de Obras de Birigui, Saulo Giampietro, parece ter ficado confuso em uma postagem realizada pela página Quebrando o Tabu, no Facebook, na tarde de sexta-feira (10). O post em questão compartilhou uma matéria anunciando o nascimento do primeiro filho de Thammy Miranda e Andressa Ferreira. Na postagem, o secretário fez uma pergunta que, aparentemente, não foi bem interpretada pelos internautas, que chegaram a rebater sua mensagem. “O espermatozoide saiu de quem?”, perguntou Giampietro no seu comentário postado próximo das 14h.

Em seguida, internautas rebateram. Um deles disse: “Curioso ‘pq’? Vai pagar pensão????? Vai criar????”. O secretário ainda retrucou alguns dos comentários, inclusive, citando que não costuma sair com “esse tipo de mulher flex”. Print mostrando o comentário do secretário foi compartilhado em grupos de Birigui, arrancando algumas críticas dos usuários.

Era secreta?

Ainda em Birigui chamou atenção a convocação de sessão extraordinária na Câmara para aprovação de seis projetos de lei, entre eles, o polêmico projeto que prevê a ampliação do perímetro urbano da cidade, sem nenhuma divulgação prévia para a população ou para a imprensa. No Legislativo, a coluna apurou que a assessora está em férias. Provavelmente esqueceram de passar a atribuição para outro servidor ou não quiseram mesmo, visto que a imprensa não é bem-vinda na Casa. Do Executivo, as notícias com os feitos da administração continuaram sendo disparadas normalmente, mas nenhuma vírgula sobre a sessão extra.

Pedido de CP

Lembrando que o projeto em questão foi adiado por duas vezes, a pedido dos vereadores José Luis Buchalla (Patriota) e Carla Cristina Bianchi (PSD), ambos da base do prefeito Cristiano Salmeirão (PTB), o que gerou até pedido de constituição de uma CP (Comissão Processante) para apurar possível crime de improbidade administrativa. Nos bastidores falaram em tentativa de extorsão à empresa que quer construir dois condomínios fechado de casas populares no local. Como a Câmara está em recesso, o requerimento do Benedito Dafé Gonçalves Filho (PV) só deverá ser lido em fevereiro, na realização da primeira sessão ordinária deste ano. Como o prefeito tem maioria, dificilmente irá passar.

Corrida

O vice-presidente do PRTB em Araçatuba, Iranilson Silva, garante que o próximo prefeito de Araçatuba será economista e professor Teucle Manarelli, que manifestou ser pré-candidato a prefeito nas eleições de 2020. Ele garante que o histórico de Manarelli é imbatível. Sua trajetória como ex-vereador e seu conhecimento em vários setores da sociedade serão pontos positivos durante a campanha.

No ringue

Enquanto isso, Dilador começou o ano de corrida eleitoral com várias “batalhas”. Além do pedido de investigação por crime de responsabilidade, o prefeito enfrenta problemas com as obras da avenida Pompeu de Toledo, que estão com quatro meses de atraso. O projeto é uma das principais bandeiras da atual administração e corre grande risco de não ser concluído dentro do mandato atual. A segunda “briga”, só para citar as principais, é a cobrança do IPTU não declarado dos imóveis, após o georreferenciamento realizado no ano passado. Oposição – vereadores, ex-prefeitos, pré-candidatos – está “nadando de braçada”. O que não faltam são críticas, memes e até música sobre as possíveis irregularidades dessa cobrança.

* Na coluna Pimenta são publicadas informações de bastidores da política da região de Araçatuba. 

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
  12/08/22 às 14h46
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM PIMENTA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.