Viver Mais

Araçatuba integra pela primeira vez programação da Parada do Orgulho LGBT+

Evento acontece no próximo domingo (13), a partir das 18h30; um dos destaques é a participação da DJ Camilli Beauty, de São José do Rio Preto

Manu Zambon - Hojemais Araçatuba
06/12/20 às 15h49

*Matéria atualizada no dia 9 de dezembro, às 15h03

Araçatuba (SP) integra, no próximo domingo (13), pela primeira vez, a programação da Parada do Orgulho LGBT+. O município é uma das 25 cidades do Estado contempladas por meio do edital Programa + Orgulho, desenvolvido pelo Museu da Diversidade Sexual, governo estadual e organização social de cultura APAA (Associação Paulista dos Amigos da Arte). 

Devido à pandemia, o município participa de forma virtual, com apresentações de atrações locais e de outras cidades, a partir das 18h30, no Facebook da Agendda (Associação Gênero, Diversidade, Direitos e Afetividade), de Araçatuba, organizadora e responsável pelo projeto que concorreu no edital.

O evento conta também com a organização da Associata (Associação dos Artistas Teatrais da Região de Araçatuba) e do coordenador de produção, Caíque Teruel.

De acordo com o atual presidente da Agendda Marcos Porto, inicialmente a Parada seria presencial. 

"Assim que soubemos do resultado do edital, entramos em contato com a Secretaria de Cultura e com a Prefeitura, para apresentar o projeto e propor parceria. As conversas estavam em andamento, contato com artistas, os trâmites legais sendo providenciados, mas o projeto foi interrompido devido ao início da pandemia", explica.

Atrações

Por conta disso, o edital foi adaptado para o ambiente on-line e os organizadores da Parada em Araçatuba precisaram reduzir o tempo e a quantidade de atrações. 

Programação (Foto: Divulgação)

As transmissões acontecem do teatro municipal Castro Alves, sem público presencial. A  programação conta performances, pocket show, bate-papo, DJ e artes visuais. Nomes como Brenda Loppes, Kamilly Victoria e Casal Drag já estão confirmados. 

Um dos destaques do evento é a DJ Camilli Beauty, mulher transexual, residente em São José do Rio Preto (SP), que encerrará as transmissões.

A Parada ainda conta com outras participações, como a do artista local Hugo Rach, que irá fazer uma obra ao vivo, e do vereador eleito em Araçatuba Wesley Monea, participa de um bate-papo sobre representatividade e sua futura gestão na Câmara. 

Marco histórico

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Além de ser a estreia da cidade na programação, esta foi a primeira vez que Araçatuba se inscreveu no edital público. "Um evento como esse para Araçatuba é de extrema importância nos tempos atuais. Sabemos que o ser humano é diverso e todas as pessoas e grupos precisam se sentir representados e fazendo parte da comunidade", afirma Porto. 

"Diversas cidades da região, menores que Araçatuba, já têm Paradas do Orgulho LGBT+ como tradição há vários anos. Ter um evento desse porte e seguimento dentro da cidade é um marco histórico", completa

Gravações

Os organizadores também destacam que dentro desse projeto, foram realizadas gravações de depoimentos com representantes do movimento LGBT+ em Araçatuba. O objetivo é criar um mini documentário que será exibido nas redes sociais do Museu da Diversidade Sexual de São Paulo e da AGENDDA, futuramente.

Mesmo sendo a primeira Parada do município, Araçatuba já havia sediado um evento com o foco na diversidade, com apoio do Governo do Estado. O festival Plural foi realizado durante cinco dias, em agosto de 2017.

*Matéria atualizada para alterar a data da realização do evento, que inicialmente aconteceria no dia 12 de dezembro, mas foi transferido para o domingo (13). 

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM VIVER MAIS
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.