Viver Mais

Designer de Birigui é finalista no Prêmio Tarsila do Amaral

Natália Fávero Dametto é designer de moda e concorre com o projeto de costura inteligente

Manu Zambon - Hojemais Araçatuba
14/11/21 às 18h00
(Foto: Arquivo pessoal)

A designer de moda Natália Fávero Dametto, 37 anos, de Birigui (SP), é uma das 21 finalistas do Prêmio Tarsila do Amaral, organizado pelo Conselho da Mulher Empreendedora e da Cultura, da Facesp (Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo).

Natália concorre com o projeto Mini Flora Costura Inteligente. A votação aberta acontece on-line, por meio do Instagram do conselho, até esta segunda-feira (15). Para votar em Natália, é necessário acessar o link ( clique aqui ).

A postagem mais votada entre as finalistas, leva o prêmio de R$10 mil e uma bolsa de estudo integram em curso de graduação.

O Mini Flora Costura Inteligente é um ateliê que trabalha com roupas infantis, que por meio de várias técnicas de costura, acompanham o crescimento da criança para que possam ter uma maior durabilidade.

Roupa que cresce

"Isso envolve alguns ajustes que o responsável pela criança pode fazer depois que a peça fica curta, por exemplo. Então tem determinados modelos de vestidos, dá para desmanchar a barra usando qualquer tesoura. Esse vestido cresce de dois a três centímetros e a criança consegue usar por até dois tamanhos a mais".

Outro exemplo que Natália conta é o vestido que vira uma bata e um macacão com amarração no ombro. Conforme a criança vai crescendo, essa amarração é ajustada. 

"A roupa acompanha o crescimento da criança de maneira simples e natural, como é o próprio crescimento de uma criança. Mas para que essa roupa cresça com qualidade, com durabilidade, tenho que desenvolver essa peça com uma modelagem boa, para que tenha caimento, e o material também tem que ser de boa qualidade", frisa. 

"Esse prêmio é muito importante pra mim, ele vem pra consolidar tudo aquilo com que eu já venho trabalhando e estudando há muitos anos. Vem pra mostrar que estou no caminho certo e fazendo um trabalho para um bem maior e para uma boa causa", completa. 

Trajetória

Natália conta que cresceu no meio da moda, da arte e da costura. Aprendeu a costurar observando sua avó por muito tempo, anotando cada centímetro de tecido cortado e cada ponto costurado. "Aprendi desde cedo sobre reaproveitamento de materiais e seus diversos tipos de tecidos".

Formada em designer de moda há mais de 10 anos, Natália estudou fashion design no Istituto Marangoni de Paris e design thinking no IED (Instituto Europeu de Design). Também estudou na Camara Sindical de Alta Costura de Paris, além de outros cursos e especializações. 

Iniciou seu trabalho com roupa infantil após estudo de demanda do mercado. Depois de ter feito um curso sobre moda social, decidiu abrir o ateliê de costura inteligente. 

"Hoje, aplico todas as técnicas de alta costura e todos os meus conhecimentos adquiridos durante a minha jornada, para desenvolver peças simples, com bom corte e caimento com uma escolha certa dos materiais de circulação têxtil ou de origem orgânica e de produção limpa, com excelente acabamento e modelagem zero resíduos". 

Prêmio

O Conselho da Mulher Empreendedora e da Cultura,  da Facesp, criou o Prêmio Tarsila do Amaral para homenagear as mulheres empreendedoras nas áreas da cultura e arte, além de incentivar e promover o empreendedorismo feminino. 

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM VIVER MAIS
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.