Viver Mais

Vestido de garçom, ex-mototaxista ganha a vida como vendedor ambulante em Birigui 

Com baixa no setor e impacto da pandemia, mototaxista Celisvaldo Viana da Silva, 36 anos, teve que se reinventar em outro ramo

Bryan Belati* - Hojemais Araçatuba
08/10/20 às 12h00
Vendedor ambulante trabalha em horário comercial e oferece vários tipos de produtos aos motoristas (Foto: Bryan Belati/Hojemais Araçatuba)

Sair da zona de conforto é uma atitude que necessita força de vontade e persistência. Você teria coragem de deixar um emprego com carteira assinada para trabalhar com algo totalmente novo sem saber se daria certo ou não?

Para Celisvaldo Viana da Silva, 36 anos, não foi uma escolha, e sim uma necessidade. Celinho, como é conhecido, era mototaxista em Araçatuba (SP). Porém, com a crise no setor devido à pandemia e ao impacto dos aplicativos de transportes, ele não conseguia se manter trabalhando nesse segmento. 

Por isso, decidiu largar o emprego e empreender. Agora, o desafio era outro: ser vendedor ambulante. Mas não qualquer vendedor. Silva chama a atenção vendendo seus produtos vestido de garçom, com direito a camisa social e gravata borboleta. Claro, sem deixar de lado a máscara de proteção facial. 

Como destino para o seu trabalho, escolheu Birigui (SP), pois, segundo ele, já tinham muitos vendedores atuando em Araçatuba. 

“Eu passei a observar quem vendia produtos nos semáforos e percebi que eles tinham poucos produtos e ficavam pouco tempo no local. Foi aí que encontrei o meu diferencial”, conta Celinho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Novo desafio

Desde março, ele trabalha em um ponto fixo de Birigui: o semáforo localizado no cruzamento da Avenida João Cernach com a Rua Tupi.

O vendedor começou oferecendo sacos pequenos de pipocas doces em seu primeiro dia. Mas precisou variar os produtos, pois conseguiu vender tudo na mesma tarde.

Com o tempo, o negócio foi crescendo e a clientela também. Hoje, Silva vende pipocas, balas, chicletes, vários tipos de doces e também bebidas, como água de coco e suco de laranja natural.

“O meu horário de trabalho é comercial, como se eu estivesse trabalhando em uma empresa. Fico de manhã até de tarde e faz toda a diferença. As pessoas já conhecem o meu horário e até me questionam no outro dia quando eu deixo de trabalhar algum dia da semana”, relata Celinho

Sonho

Como foco, Celisvaldo quer realizar um sonho antigo: construir a casa própria. Ele conta que passou a morar com a mãe após se divorciar, para que a ex-mulher pudesse viver com os filhos em sua antiga casa. A partir daí, passou a trabalhar para alcançar seu objetivo.

“Já consegui fazer a planta do terreno e estou começando a comprar os materiais para construir. A minha meta é estar dormindo na minha casa até o final de 2021”, menciona o vendedor.

*Com supervisão de Manu Zambon

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM VIVER MAIS
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.