Cotidiano

Estudantes preferem o retorno das aulas de forma gradual e híbrida, aponta pesquisa

Para 2021.2, 84% dos entrevistados disseram que pretendem fazer a renovação da matrícula.

Millena Suzuki - Jornal Hojemais
12/08/21 às 09h35
Foto: Reprodução

Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes) aponta que com o avanço das vacinações contra a Covid-19, a maioria dos estudantes (55%) do ensino superior prefere o retorno gradual com aulas presenciais e remoto em dias alternados.

O levantamento foi realizado entre 28 de julho e 4 de agosto de 2021 e divulgado na última terça-feira (10). O estudo mostra que para o segundo semestre desse ano, 84% dos estudantes entrevistados pela pesquisa disseram que pretendem fazer a renovação da matrícula, enquanto 15% têm interesse em continuar estudando mas não sabem se farão a rematrícula. Já 1% afirmou que pensa em desistir dos estudos , sendo a falta de renda o principal motivo.

O ensino híbrido é visto como opção para os estudantes (52%) que preferem priorizar aulas práticas em sala de aula. Já 38% dos entrevistados responderam que todas as disciplinas deveriam migrar para o ensino híbrido.

Ainda conforme a pesquisa, entre os entrevistados vacinados com, pelo menos, a primeira dose da vacina, 43% preferem que todas as aulas sejam escalonadas. Mas para 47% apenas as aulas práticas devem fazer parte do cronograma.

O segmento de faculdades e universidades no Brasil tem 94,9% da sua oferta feita por instituições privadas, segundo o mais recente Censo da Educação Superior, divulgado em outubro de 2020, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC). Em relação às matrículas, as instituições privadas representaram 75,8% em 2019, das quais 35% se referem à modalidade a distância (EAD) e 65% presencial.

 

Bolsas de estudo para faculdade

Na semana do estudante, de 09 a 13 de agosto, o maior programa de inclusão educacional do país, o Educa Mais Brasil, estará propiciando ainda mais oportunidades para que todos possam estudar. Além das bolsas de estudo de até 70% de desconto nas mensalidades de cursos de diversas modalidades de ensino, incluindo o ensino superior, a pré-matrícula para todos os cursos disponibilizados no site ficará por R$50.

“A semana do estudante tem como principal objetivo promover ainda mais oportunidade para quem sonha em ser um estudante. Trata-se de mais uma iniciativa de inclusão do Educa Mais Brasil, para democratizar o acesso de quem precisa de apoio para estudar e aquecer o setor educacional do país”, destaca a gerente de marketing do Educa Mais Brasil, Amanda Galindo.

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM COTIDIANO
Franquia:
Ilha Solteira SP
Franqueado:
W E MENDONCA - CONSULTORIA
14.255.299/0001-30
Editor responsável:
Daniela Brito
materia03@hojems.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.