Cotidiano

Alunos da UEM protestam contra a  suspensão das aulas presenciais

Instituição tinha retomado as atividades há três dias e decisão gerou protesto de diversos estudantes

Victor Faria - HojeMais Maringá
20/01/22 às 15h21

Um grupo de estudantes da UEM (Universidade Estadual de Maringá) se reuniu no campus da instituição para protestar contra a suspensão das aulas, três dias após o retorno das atividades acadêmicas. 

A decisão de suspender as aulas foi assinada pelo reitor da universidade, Julio Damasceno, na noite desta quarta-feira (19). A portaria 029/2022, suspendeu as atividades presenciais, resstringindo o ensino, exclusivamente, de forma remota.

"Faço medicina on-line. Você vai ser meu paciente", "UEM sofre de vagabundo-vírus", "UEM na vanguarda do retrocesso". Essas foram algumas das mensagens impressas por estudantes em folhas de sulfite e que foram levadas até a manifestação.

A suspensão do ensino presencial, segundo a portaria, se dá ao expressivo aumento na taxa de positividade que foi registrada em Maringá. A "Matriz de Risco" apontada pela prefeitura de Maringá saiu de "verde" para "amarela", apontando aumento de contágio, mas sem risco grave de lotação dos hospitais - por ora.

A UEM não mencionou no documento, publicado na quarta-feira, se há uma data prevista para o retorno das atividades presenciais.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM COTIDIANO
Franquia:
Maringá PR
Franqueado:
SPOT COMUNICACAO DIGITAL LTDA
37.794.547/0001-16
Editor responsável:
Victor Faria / Amaro de Oliveira / Anderson Lopes
contato@mga.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.