AO VIVO
Cotidiano

Passagem do transporte coletivo já é de R$ 4 desde a zero hora

Um ato de oficialização da redução com a assinatura solene da lei, foi realizado no início da manhã, no terminal

Redação - HojeMais Maringá
14/02/22 às 09h04

A passagem do transporte urbano de Maringá, já está mais barata desde a zero hora desta segunda-feira (14). A redução aconteceu após a aprovação em duas sessões ordinárias pela câmara, do projeto de lei 1.307 de autoria da prefeitura.

Desde a zero hora desta segunda, os usuários já começaram a pagar R$ 4, como manda a lei.

Segundo a prefeitura, o município chegou a esse valor, após realizar dois estudos, um do Ipplam (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Maringá) e outro do PlanMob (Plano de Mobilidade Urbana), da Secretaria de Mobilidade.

Conforme os estudos, entre os objetivos, está ampliar o número de usuários no sistema, reduzir número de veículos nas ruas para melhorar a mobilidade da cidade e também evitar mais disputas judiciais com a empresa TCCC (Transporte Coletivo Cidade Canção). O uso do transporte público foi apontado pelo PlanMob como um dos modais intermediários em Maringá. E com potencial para aumentar uso pelos maringaenses. 

O levantamento da prefeitura, aponta que o transporte público com ônibus ocupa 18% dos 68% dos meios motorizados. Outros são automóveis com 37%, motocicleta com 8%, transporte por aplicativos com 2%, escolar com 1%, fretado com 1%, entre outros. Já os outros 32% dos não motorizados são a pé com 25% e bicicleta com 7%. Justamente alguns dos alvos buscados na redução da tarifa. 

O custo caro da tarifa foi um dos motivos indicados no estudo para o não uso do transporte público pela comunidade. Principalmente na classe baixa que migrou para a bicicleta, motocicleta ou transporte por aplicativos. Por isso, a redução da tarifa também ajudará no orçamento familiar, sobrando mais dinheiro beneficiando quem usa o transporte coletivo para ir trabalhar ou estudar.  

Outro indicativo positivo apontado pelo Ipplam é que a redução na tarifa fará circular um valor considerável na economia maringaense. A média de viagens ao ano no sistema na cidade é de 31 milhões de viagens no geral, incluindo gratuidades. Com a redução em R$ 1 na tarifa, incluindo dos passageiros avulsos e dos que usam vale-transporte das empresas, daria R$ 17 milhões girando na cidade ao ano. 

A gratuidade representa em torno de 18% das viagens no sistema. O que era bancado antes pelos usuários que pagam a tarifa. Agora, a Prefeitura de Maringá pagará essa parte, com os passageiros da gratuidade sendo considerados pagantes no sistema. O PlanMob também verificou perfil dos usuários do transporte público. Como  61% são mulheres, 51% na faixa entre 31 e 65 anos, 13% tem curso superior, entre outros.

O custo anual ao município, com essa redução, será em torno de R$ 25 milhões. Segundo o prefeito Ulisses Maia, esse dinheiro vem das sobras. "Economizamos e temos superávit e esse recurso vai ajudar a melhorar o transporte e de forma direta e indireta, vários setores, retornando à nossa economia", completou.

Ato de assinatura pública da Lei de redução da tarifa (Foto: Siacom)
 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM COTIDIANO
Franquia:
Maringá PR
Franqueado:
SPOT COMUNICACAO DIGITAL LTDA
37.794.547/0001-16
Editor responsável:
Victor Faria / Amaro de Oliveira / Anderson Lopes
contato@mga.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.