Cotidiano

Prefeitura vai publicar nova licitação para obras no entorno do Hospital da Criança com novo orçamento 

Prefeitura deve esperar, por lei, ao menos 30 dias para publicar o novo edital com correção de preços defasados do primeiro edital, cujos envelopes foram abertos em 31 de maio

Victor Faria - HojeMais Maringá 
15/06/21 às 11h23

Depois de inabilitar duas empresas por falta de documentação, a Prefeitura de Maringá vai republicar, em 30 dias, o edital de licitação para contratação de empresa para realizar as obras no entorno do Hospital da Criança. O prazo começou a correr a partir desta segunda-feira (14), quando acabou o prazo das empresas para apresentar os documentos pendentes para o edital.

Segundo a prefeitura de Maringá, poucas empresas enviaram orçamentos, pois havia defasagem de preços em alguns dos insumos que seriam utilizados na obra. O CAP (Cimento Asfáltico de Petróleo), por exemplo, teve um aumento de 25% do preço, em comparação aos valores praticados no certame.

Por ser uma concorrência nacional, o prazo por lei - para republicar o edital - é de 30 dias.  O valor praticado no último edital pelo município foi de R$ 8.435.813,42 - valor que deve sofrer reajuste para mais, mas que o município não tem, ainda, qual será o valor proposto daqui 30 dias na nova licitação.

Depois da licitação e dos prazos de recurso, a empresa vencedora terá - a partir da data de assinatura da ordem de serviço - 120 dias para concluir as obras. Segundo o último edital, a área total de intervenção das obras será de 66.609,17 metros quadrados, entre áreas de estacionamento e áreas do passeio público.

ATRASOS

A ordem de serviço para as obras do Hospital da Criança foi assinada em março de 2018, em responsabilidade quadripartite, entre Prefeitura de Maringá, Governo do Paraná, Governo Federal e OMF (Organização Mundial da Família). Segundo a OMF - responsável pela obra principal -, à época, tratava-se de uma obra ágil, com pré-moldados, e que seria concluída em maio de 2019, após 14 meses de intervenção.

Com mais de dois anos de atraso do prazo de entrega, OMF e Prefeitura de Maringá lançam a responsabilidade do atraso uma para a outra. Segundo a OMF, por exemplo, a obra principal está concluída e o hospital está equipado quase em sua totalidade, aguardando apenas a execução das obras do entorno para que não haja equipamentos danificados.

Já o município cobra a OMF para a finalização da obra principal, para que seja feito o processo de licitação para a administração do hospital. Depois disso haverá o treinamento do RH dos trabalhadores do espaço por parte da OMF - como prevê o contrato. O município diz aguardar a entrega do relatório de necessidades do hospital para fazer os trâmites necessários. 

Não há, ainda - mesmo depois de dois anos de atraso -, nenhuma previsão ou data de quando o Hospital da Criança vai começar a funcionar em Maringá.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM COTIDIANO
Franquia:
Maringá PR
Franqueado:
SPOT COMUNICACAO DIGITAL LTDA
37.794.547/0001-16
Editor responsável:
Victor Faria / Kris Schornobay / Amaro de Oliveira
contato@mga.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.