Economia

Agronegócio paranaense cria programa de incentivo ao plantio de cereais de inverno

A ação desenvolvida pelo Sindiavipar, pela Seab, Ocepar e FAEP, foi lançada neste início de mês

Centro de Comunicação - Redação - HojeMais Maringá
09/09/21 às 10h46

Com a escassez do milho e, consequentemente, a alta dos preços do grão, o agronegócio paranaense tem se mobilizado em busca de alternativas para superar esse momento. A mais recente delas é a campanha de incentivo ao plantio de cereais de inverno, lançada pelo Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná - Sindiavipar, pela Seab (Secretaria da Agricultura e do Abastecimento), Ocepar e FAEP (Federação da Agricultura do Estado do Paraná), levando em conta que há disponibilidade de áreas ociosas neste período, no Estado do Paraná, e consumidores potenciais desses produtos.

“Ela tem por objetivo que o estado plante mais cereais no próximo ano em razão da escassez e da alta do preço do milho. Sendo assim, nós como representantes das indústrias avícolas, junto a Seab e outras entidades do agronegócio, criamos o programa para incentivar o cultivo dessas culturas de inverno para que possam, de alguma forma, substituir o milho, e também, quem sabe, tornar esse cultivo de inverno permanente no Paraná”, explica o presidente do Sindiavipar, Irineo da Costa Rodrigues.

Foi instituído um Comitê Técnico-Científico para finalizar o Projeto Técnico, que será a base para o programa voltado ao fomento, capacitação, assistência técnica e, principalmente, organização para a comercialização da produção. O grupo é composto por representantes técnicos de várias entidades públicas e privadas, entre elas proponentes e beneficiárias, que são de pesquisa e assistência técnica, capacitação, cooperativas, indústrias e produtores.

Caberá ao Comitê definir espécies a serem fomentadas e as regiões mais apropriadas, avaliar a disponibilidade de insumos, apresentar mapa com áreas aptas aos cultivos de cada espécie e a disponibilidade de consumidores finais, além de indicar instrumentos que estabeleçam garantias para produtores e consumidores envolvidos. O programa estruturante também deverá prever formas de conectar agricultores e indústrias consumidoras, estabelecendo bases para o crescimento sustentável da área cultivada com cereais de inverno no Paraná.

A assinatura do termo da campanha foi realizada pelo presidente do Sindiavipar, Irineo da Costa Rodrigues, o secretário de Agricultura e Abastecimento do estado, Norberto Ortigara, o presidente da Ocepar, José Roberto Ricken, e o presidente da FAEP, Ágide Meneguette, representado no ato pelo vice-presidente da federação, Paulo Orso. A solenidade aconteceu na quarta-feira da semana passada (1), durante o Show Rural de Inverno.

Milho verão

Outra ação colocada em prática pelo Sindiavipar, visando mitigar os impactos negativos que esse cenário tem trazido para a avicultura, é a mobilização de empresas associadas para a realização de contratos de compra e venda com produtores de milho para incentivar o plantio de verão. Estas negociações já foram iniciadas por algumas indústrias do setor.

“Os produtores já fizeram esses seus pacotes tecnológicos para plantar soja, mas, no momento, o milho está rentabilizando mais o agricultor que a oleaginosa. Sendo assim, nós, como setor, estamos conversando para oferecermos um preço, em contratos, que seja estímulo para o produtor plantar o milho em, pelo menos, uma parcela da sua área. Dessa forma, poderíamos ter, no verão, uma boa colheita do grão, e amenizar um pouco a falta desse insumo”, complementa Rodrigues.

O Sindivciapar (Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná), representa 45 abatedouros e incubatórios paranaenses. Desde sua fundação, há 29 anos, o Sindiavipar tem trabalhado para buscar o crescimento e a sustentabilidade da avicultura do estado, buscando sempre representatividade no mercado interno e externo. Atualmente, o Paraná é o maior produtor e exportador nacional, além de referência em sanidade avícola e responde por mais de 40% das exportações de carne de frango do país, embarcando o produto para mais de 160 países em todo o mundo.

Estado recebe incentivo para plantar mais cereais em razão da escassez e da alta do preço do milho (Foto: divulgação)
 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM ECONOMIA
Franquia:
Maringá PR
Franqueado:
SPOT COMUNICACAO DIGITAL LTDA
37.794.547/0001-16
Editor responsável:
Victor Faria / Kris Schornobay / Amaro de Oliveira
contato@mga.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.