Geral

Família procura homem que desapareceu após ficar internado no HU

João Batista de Jesus Amaral, de 51 anos, tem problemas de saúde e lapso de memória, de acordo com a irmã. Ele foi internado no dia 20 de novembro e desapareceu após sair do hospital

Amaro de Oliveira - HojeMais Maringá
08/12/21 às 08h46
João Batista de Jesus Amaral, de 51 anos, está desaparecido desde 22 de novembro (Foto: divulgação família)

A família, a Defesa Civil de Maringá e a Polícia Militar, estão à procura de João Batista de Jesus Amaral, 51 anos, que desapareceu após sair do HU (Hospital Universitário de Maringá) onde  foi internado, no dia 21 de novembro.

Conforme as informações da irmã de João Batista, com quem ele reside, ele deu entrada no hospital dia 20 de novembro, por volta das 15h30, devido a tremores e falta de ar e estava alcoolizado neste dia. Ela informou que o irmão é depedente de álcool e bebe e fuma muito. Embora ele não tenha problemas mentais, já apresentou alguns lapsos de memória, provavelmente por causa da bebida. 

O seo João Batsita é magro, tem mais ou menos 1,60 de altura, não tem um dos dentes da frente e devido a problemas no joelho, tem algumas dificuldades para caminhar. A irmã também disse que ele tem um problema cardíaco, diagnosticado pelo  HU meses atrás.

O desaparecimento do seo João Batista está intrigando a família. "tivemos imagens cedidas de comerciantes da Avenida Mandacaru e proximidades, que nos mostra ele seguindo a pé em direção à casa, porém antes de chegar no balão da antiga PUC, ele vira pra esquerda, passa de frente um disk (Gordinhos) e depois não tivemos mais filmagens", disse a irmã.

O homem mora com a irmã e o esposo dela (que são caseiros de uma chácara localizada após Contorno Norte), condomínio bandeirantes chácara Requamar número 50.

Sobre a alta hospitalar

A irmã de João Batista falou à Defesa Civil que o hospital não avisou nenhum familiar que o homem estava de alta. "Só ficamos sabendo do sumiço dele na terça-feira dia 23 de novembro". Ela ainda disse que  ligava pra saber do irmão na segunda e terça e o hospital informava que não poderia dar informações por telefone, mas que ele continuava internado. Na terça ela falou que se dirigiu até o hospital para visitá-lo e foi informada que João Batista havia recebido alta, no dia 21 de novembro, às 22h. Até então ele não voltou mais pra casa.

O coordenador da Defesa Civil de Maringá, Adilson Costa, disse que está realizando com sua equipe, um trabalho de procura em algumas áreas da região norte da cidade. "Nesta terça-feira (7) por exemplo, o pessoal esteve na extensão do Parque das Laranjeiras e no final da Avenida Mandacaru e mais ou menos 4 quilômetros de extensão. Foi um trabalho em torno de 6 horas, que continua nesta quarta-feira (8) com o intuito de encontrar o seo João Batista e dar essa resposta à família", completou Costa.

Informações

Fone Família - 44 99942-9159
Fone Defesa Civil - 44 99103-8319

Nota do HU

A alta e liberação do paciente foi realizada, pois se tratava de homem maior de idade, sem interdição judicial, lúcido, orientado no tempo e espaço, e seu estado clínico de saúde possibilitaram isso, logo o HUM não tinha qualquer obrigação legal para impedir sua saída.

Além do mais, o próprio paciente recusou uma ambulância para transportá-lo. Contudo o caso está sendo apurado internamente e a ouvidoria do hospital já esteve em contato com os familiares.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM GERAL
Franquia:
Maringá PR
Franqueado:
SPOT COMUNICACAO DIGITAL LTDA
37.794.547/0001-16
Editor responsável:
Victor Faria / Kris Schornobay / Amaro de Oliveira
contato@mga.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.