Política

Câmara não vota orçamento para 2022 e serviços essenciais e obras em Mandaguari podem ficar comprometidos

Prefeitura encaminhou documentos para apreciação da Câmara Municipal em 31 de agosto

Redação HojeMais Maringá
30/12/21 às 17h58

Sem que a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2022 e o PPA (Plano Plurianual) tenham sido apreciados pela Câmara de Vereadores, o Município de Mandaguari corre o risco de ter diversos serviços e obras comprometidos no próximo ano, visto que a Prefeitura pode ficar impedida de efetuar despesas.

Segundo a Prefeitura, todos os documentos foram encaminhados à Câmara Municipal em 31 de agosto do corrente ano, portanto, com antecedência necessária para análise criteriosa do legislativo. Entretanto, somente ontem (29), às 17h, a Prefeitura teria recebido o ofício nº210/2021 da Câmara, que apontava inconsistências nos documentos encaminhados pelo Executivo Municipal.

A LOA é um instrumento de planejamento pelo qual o poder público prevê a arrecadação de receitas e fixa a realização de despesas para o período de um ano.

Sem o orçamento aprovado ficarão parados projetos de educação e cultura; manutenção de iluminação pública, especialidades médicas, compra de merenda escolar, medicamentos e materiais de higiene e limpeza e serviços de telefonia e internet, entre outros. Se o projeto não for apreciado e votado, no início do próximo mês, a cidade pode ficar sem coleta de lixo, transporte escolar e o pagamento dos servidores, também, poderá ser impactado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍTICA
Franquia:
Maringá PR
Franqueado:
SPOT COMUNICACAO DIGITAL LTDA
37.794.547/0001-16
Editor responsável:
Victor Faria / Amaro de Oliveira / Anderson Lopes
contato@mga.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.