Gestare Vita

Endometriose: Doença que afeta cerca de 176 milhões de mulheres no mundo não é uma frescura

Mulheres no mundo todo sofrem com as dores agudas da doença que causa infertilidade

Giovanna Maia - Hojemais Três Lagoas
01/04/19 às 09h39

A Endometriose é uma doença que ainda não tem cura definitiva e que é considerado um dos fatores que causam a infertilidade. A doença acontece quando o endométrio, tecido que fica localizado na parte interna do útero, se implanta em outros locais que não na região embrionária como as trompas, ovários, e outras partes do organismo próximas a ele e esse tecido se necrosa e se exterioriza através da menstruação.

As cólicas intensas são um sinal de alerta, pois além de não serem comuns, elas são causadas pela inflamação desse tecido que mesmo deslocado, continua a crescer e por estar em um lugar que não deveria, inflama e provoca dores incapacitantes em mulheres que sofrem com a endometriose.

Para entender melhor é preciso compreender o ciclo menstrual. Durante esse período, primeiro o organismo se prepara para a fecundação (período fértil) e por isso, o endométrio recebe um estímulo dos hormônios para se tornar mais espesso, preparando o local para o embrião. Quando a fecundação não ocorre, acontece um processo inflamatório que se repete a cada menstruação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Endometriose: Doença que afeta cerca de 176 milhões de mulheres no mundo causa infertilidade e não é uma frescura (Foto: Eprimecare)

Porém, uma parte das mulheres em idade reprodutiva não tem esse ciclo completo como deveria. O que ocorre com essas mulheres é que uma parte do endométrio acaba indo parar na cavidade abdominal, intestino, bexiga, trompas, ovários, podendo chegar até os pulmões. Além de diminuir a qualidade de vida de quem tem a endometriose, ela ainda causa a infertilidade pois quando o tecido do endométrio é aderido a outras órgãos, somado a outros fatores, dificulta a promoção do encontro do espermatozóide com o óvulo.

No mês de março, em especial, vários países levantam a bandeira amarela para a Conscientização da Endometriose. Durante esse mês, inúmeras mulheres de todo o mundo se apoiam e trabalham para conscientizar mais mulheres com depoimentos, palestras e campanhas a desde cedo procurar um médico para que o diagnóstico precoce seja realizado e o tratamento impeça a doença de se alastrar ainda mais.

Endometriose: Doença que afeta cerca de 176 milhões de mulheres no mundo causa infertilidade e não é uma frescura. (Foto: Endopelvic)
Visualizar esta foto no Instagram.

Decidi tornar visível uma doença invisível. . Fiz uma maquiagem para tentar demonstrar como seria a #endometriose, se pudesse ser vista. Sendo, as vezes, chamada de câncer silencioso, a endometriose causa dor. A sensação de dor é tanta que parece que você está tomando varias facadas na barriga ao mesmo tempo. É tanta dor que as vezes a única solução é ir pra emergência tomar remédios intravenosos fortes. Dói, dói muito e você passa a aprender a viver com essa dor. Chega a ser incapacitante. E a dor não fica só no abdômen, ela se espalha para região pélvica, para as pernas e lombar. . Existem vários graus de endometrioses! . Não é porque a endometriose não é visível que ela não esteja lá, imagine um tipo de câncer, que não vai te matar, mas que você vai viver com ele pra sempre. Imagine você viver a sua vida ouvindo “faça uso de anticoncepcionais pra sempre que vai te curar” “tenha um bebê, que vai te curar”(como? sendo que a endometriose causa infertilidade) “tire o seu útero e ovário, que vai te curar” mas se não quiser, você vai sentir isso pro resto da vida, nada mais pode ser feito e è assim a 20 anos comigo. 15 anos da minha vida com uso contínuo de anticoncepcionais, 7 cirurgias e ela continua aqui, vc aprende que nada pode ser feito, a não ser aceitar viver com as dores que te proibi, muitas vezes, de viver o seu momento. Se pega jogada numa cama sem ter forças pra levantar. A endometriose causa ansiedade, depressão, todo mês é um medo maior de como seram aqueles dias que ela “atacar”. Só quem tem e vive ela, entende a dor e o que ela causa. Infelizmente, não são todos que compreendem. Já fui chamada, muitas vezes, de dramática. Quantas vezes estava bem e no segundo depois a dor atacou... que me jogava no chão com tantas “cólicas” e ouvir de pessoas, mas vc estava bem a minutos atrás, a dor da incompreensão das pessoas ao seu redor é ainda pior. (Graças a Deus sempre tive o apoio da minha família, e agora do meu noivo). Endometriose não é brincadeira. NÃO É NORMAL SENTIR DORES FORTES. NÃO DEIXE O PROFISSIONAL DESFAZER DO SEU PROBLEMA. PROCURE QUANTOS FOREM NECESSÁRIO. CÓLICAS FORTES NÃO SÃO NORMAIS!! #endometriose #endometriosis @sineadsmythe

Uma publicação compartilhada por Projeto Saudavel. (@nandacosta_vs) em

Alguns sintomas da Endometriose para ficar atenta:

  • Dor local: parte inferior das costas, parte inferior do abdômen, pélvis, reto ou vagina;
  • Tipos de dor: aguda, forte ou leve;
  • Dor circunstancial: durante a relação sexual;
  • Na menstruação: menstruação anormal, menstruação dolorosa, menstruação irregular, menstruação pesada ou sangramento pela vagina;
  • No aparelho gastrointestinal: constipação, eliminando quantidades excessivas de gases, incapacidade de esvaziar o intestino ou náusea;
  • Na virilha: sangramento vaginal ou sangramento vaginal anormal;
  • Também comum: dor ao defecar, hiperalgesia, infertilidade ou sensação de estufamento abdominal;

Qualquer tipo de tratamentos e exames devem ser realizados com o acompanhamento de um profissional especializado. Por isso, busque um médico de confiança e não deixe para se cuidar depois. Sua saúde vem em primeiro lugar!

 COMENTÁRIOS

DR. ENEIAS CANO 

(CRM 4695, RQE 3216)

Graduado em medicina pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS. Residência médica em ginecologia e obstetrícia (AAMI-Campo Grande-MS). Pós-graduação em videolaparoscopia ginecológica pelo Instituto Fernandes Figueira-Rio. Pós-graduação em infertilidade pelo instituto Gera - São Paulo. 

 MAIS DE GESTARE VITA
VEJA TODAS DE GESTARE VITA
Franquia:
Três Lagoas MS
Franqueado:
Empresa Jornalística e Editora Hojemais Ltda.
01.423.143/0001-79
Editor responsável:
Daniele Brito
materia03@hojems.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2019 - Grupo Agitta de Comunicação.