Gestare Vita

Pólipo no Endométrio é uma das causas mais comuns de infertilidade feminina, diz especialista

Dr. Eneias Cano (CRM 4695, RQE 3216) explicou o que é um Pólipo no Endométrio e o que pode causá-lo

Giovanna Maia
05/11/18 às 09h08

Esse é um assunto muito comum nas questões de infertilidade conjugal, principalmente no fator feminino, que é a presença de um Pólipo no Endométrio. Ele é semelhante a uma grande verruga que cresce dentro do endométrio, não é considerado um câncer por ser potencialmente benigno, porém o pólipo causa um ambiente hostil para a implantação do embrião.

Segundo Dr. Eneias Cano (CRM 4695, RQE 3216), a melhor forma para a mulher descobrir se tem ou não um pólipo no endométrio é fazendo um Ultrassom, que faz parte dos exames para detectar a infertilidade feminina.

Quando se é dado o possível diagnóstico, o especialista irá encaminhar a paciente para fazer uma Histeroscopia (exame para auxiliar no estudo da cavidade endometrial), onde é retirado o pólipo e mandado para um patologista e assim, ele deixa de ser o problema que causa a infertilidade dessa mulher.

Outro sintoma que também pode ajudar a identificar o Pólipo no Endométrio são sangramentos irregulares (fora do ciclo). “A paciente pode ter algumas situações com o pólipo além da infertilidade. Uma delas é quando ela começa a sangrar fora do ciclo, mesmo tomando pílula emendada ou não, chamando a sua atenção e ela acaba descobrindo”, completa ele.

Pelo viés médico, é sempre importante que a mulher que notar algum sintoma semelhante procure um médico especialista na área, porque esse é sim um fator que impede que o casal consiga engravidar tanto naturalmente, quanto por tratamentos como a FIV.

Entenda melhor assistindo ao vídeo abaixo:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Acompanhe a Gestare no Facebook para saber mais sobre gravidez, fertilidade e assuntos relacionados. Tem alguma pergunta? Escreva-nos pelas redes sociais.

 COMENTÁRIOS

DR. ENEIAS CANO 

(CRM 4695, RQE 3216)

Graduado em medicina pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS. Residência médica em ginecologia e obstetrícia (AAMI-Campo Grande-MS). Pós-graduação em videolaparoscopia ginecológica pelo Instituto Fernandes Figueira-Rio. Pós-graduação em infertilidade pelo instituto Gera - São Paulo. 

 MAIS DE GESTARE VITA
VEJA TODAS DE GESTARE VITA
Franquia:
Três Lagoas MS
Franqueado:
Empresa Jornalística e Editora Hojemais Ltda.
01.423.143/0001-79
Editor responsável:
Daniele Brito
materia03@hojems.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2019 - Grupo Agitta de Comunicação.