HojemaisTV

Piloto sequestrado já foi investigado por tráfico de drogas e contrabando

A Polícia Civil de Paranaíba investiga desde a manhã de terça-feira (18) o roubo de um avião e o sequestro do piloto

Albecyr Pedro - HojemaisTV
19/06/19 às 11h53
Edmur Guimara Bernardes, de 78 anos

O piloto Edmur Guimara Bernardes, de 78 anos, que foi sequestrado por dois bandidos na manhã desta terça-feira (18) já foi investigado por tráfico de drogas, contrabando e descaminho.

Em 2000, ele foi preso acusado de transportar drogas em um avião durante uma operação da Polícia Federal. Os agentes flagraram o momento em que os entorpecentes eram descarregados da aeronave e colocados em compartimentos falsos de um caminhão.

Em 2013 foi apreendido com ele cigarros e aparelhos eletrônicos do Paraguai. De acordo com a Polícia Civil as mercadorias seriam transportadas em uma aeronave no hangar em Paranaíba; três pessoas foram presas após investigação na ocasião.

Em 2015 o piloto confessou à polícia ter usado um avião sem autorização para transportar produtos contrabandeados. Em 2017, ele foi acusado de estar envolvido em tráfico de drogas, contrabando e descaminho. Na ocasião, um avião de pequeno porte foi encontrado abandonado em um milharal em Novo Mundo, e a suspeita era de que tenha sido usado nos crimes.

O SEQUESTRO

A Polícia Civil de Paranaíba investiga desde a manhã de terça-feira (18) o roubo de um avião modelo Cessna 182 Skyline e o sequestro do piloto.

O vigilante do aeroporto da cidade foi amarrado e colocado dentro do banheiro por dois homens encapuzados. Depois que ouviu o avião decolar, ele conseguiu desatar as amarras e escapar. Uma caminhonete usada pelos bandidos foi abandonada no local.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM HOJEMAISTV
Franquia:
Três Lagoas MS
Franqueado:
Empresa Jornalística e Editora Hojemais Ltda.
01.423.143/0001-79
Editor responsável:
Daniele Brito
materia03@hojems.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2019 - Grupo Agitta de Comunicação.