Pimenta

Partido deverá fazer oposição a Guerreiro nas eleições 2020 e com isso perde filiados

Confira esta e outras notas apimentadas sobre os bastidores políticos

Hojemais - João Maria Vicente
18/11/19 às 20h11
Vice-prefeito Paulo Salomão (Arquivo)

Conhecido como o partido dos médicos, em Três Lagoas, aqui o Solidariedade foi formado para dar sustentação à candidatura de Ângelo Guerreiro (PSDB) nas eleiçoes 2016 para prefeito e acabou conseguindo eleger dois vereadores: o professor Flodoaldo e Isabel Cristina.

Divididos

Logo após a posse do prefeito, porém, os médicos – e outros profissionais liberais que faziam parte do SD - abandonaram o partido, que também acabou se distanciando. Na Câmara, os vereadores também estão divididos. Cristina apoia Guerreiro, enquanto que o professoro Flodoado, tem sido mais oposição.  

Retorno e debandada

Agora, porém, os médicos fundadores, entre os quais, Ary Arão e Dr. Lúcio, estariam retornando à legenda. Desta vez, porém, não para caminhar ao lado de Guerreiro, mas para fazer oposição no pleito de 2020, já que deverá ter candidatura majoritária própria. Por conta disto, alguns integrantes, que são partidários do prefeito, estão abandonando o barco, sendo que alguns deverão deverão acompanhar Paulo Salomão, que se filiou ao DEM.

 

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM PIMENTA
Franquia:
Três Lagoas MS
Franqueado:
Empresa Jornalística e Editora Hojemais Ltda.
01.423.143/0001-79
Editor responsável:
Daniele Brito
materia03@hojems.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2020 - Grupo Agitta de Comunicação.