Polícia

Mãe é presa acusada de tentar levar droga para o filho na penitenciária de Andradina

A dona de casa F.

Mil Notícias/Agência
23/09/21 às 17h36
(Agência MIl Notícias)

A dona de casa F. L. de 42 anos, residente no jardim Alvorada, foi presa pela Polícia Civil na manhã de domingo, (19), quando tentava entrar com 100 gramas de maconha (Cannabis Sativa), escondido sob o top que ela usava.

Encaminhada ao plantão policial, foi indiciada e permaneceu à disposição da Justiça, que converteu o flagrante em prisão preventiva, sendo encaminhada para a Penitenciária de Tupi Paulista. A droga foi apreendida.

A prisão da mulher aconteceu quando ela estava na fila de visitantes de presos da penitenciaria de Andradina, localizada na estrada vicinal Salvador Louverde, bairro Maravilha, e quando chegou sua fez de passar pelo scanner corporal, foi percebido pelo agente penitenciário operador da máquina um volume estranho na lateral de seu corpo e por baixo do top (uma espécie de colete) que ela usava.

Convidada para se retirar da fila e ir até uma sala reservada, ao ser questionada sobre o volume por baixo de sua roupa (top preto), ela acabou retirando o invólucro e entregando ao agente responsável. Ao ser pesado no plantão policial, aferiu aproximadamente 100 gramas de maconha já desfiada.

Segundo informações, ela levaria o entorpecente para um de seus dois filhos presos na penitenciária de Andradina, um deles por porte de arma e o outro por violência doméstica/descumprimento de medida protetiva, quando a agrediu e a arrastou pela rua onde mora.

AGRAVANTE DA PENA
Se for condenada, a dona de casa poderá ter sua pena de 05 a 15 anos de reclusão agravada pelo fato dela estar praticando o crime dentro de um estabelecimento prisional. 


VOLTA DAS VISITAS
A delegada da DDM – Delegacia de Defesa da Mulher e também a plantonista, Michele Miliorini, que efetuou a prisão da acusada, fez um alerta público sobre o risco que se corre ao tentar entrar com material ilícito dentro de um estabelecimento prisional. “Além da possibilidade da condenação de 05 a 15 anos pelo crime de tráfico de drogas, a pena pode ser aumentada pelo fato de a ação estar sendo praticada dentro de uma penitenciária. O acusado pode amargar muitos anos na cadeia, devido esse fato”, disse.


FILHO RESPONDERÁ OUTRO PROCESSO
Além de separar o filho da acusada para uma ala disciplinar da penitenciária de Andradina, a SAP – Instaurou processo para apurar se ele era mesmo o destinatário do entorpecente que a mãe tentava levar para o interior do estabelecimento prisional. Finalizado o processo e sendo provada a acusação, ele responderá ao processo por tráfico de entorpecente dentro de uma penitenciária, podendo ficar mais tempo atrás das grades. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍCIA
Franquia:
Andradina SP
Franqueado:
FLAVIA REGINA DE AVELAR GOMES 25180990858
14.225.543/0001-11
Editor responsável:
Flavia Gomes Mtb 8.016/MG
Email: ointeriorfala@gmail.com
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.