Polícia

Operação Dedo Podre prende quatro associados a crimes relacionados a CNH

Prisões aconteceram em Dracena, Ilha Solteira e Selvíria (MS).

Região - Redação Hoje Mais Andradina
01/08/19 às 13h28
(Imagem Ilustrativa)

A operação da Polícia Civil, denominada “Dedo Podre”, prendeu quatro pessoas nesta quinta-feira (1º), em Dracena, Ilha Solteira (SP) e em Selvíria (MS). As prisões aconteceram após um ano e meio de investigações sobre crimes de associação criminosa, corrupção ativa, corrupção passiva, falsidade ideológica e inserção de dados falsos em sistema de informações. Todos esses crimes estão relacionados a transferência de pontos e renovação de CNH de forma ilícita.

Os policiais também cumpriram dois mandados de busca e apreensão na cidade de Dracena, três na cidade de Ilha Solteira e dois no município de Selvíria, inclusive no órgão de trânsito do Mato Grosso do Sul. Foram apreendidos quatro veículos pertencentes aos integrantes do grupo, celulares, computadores e outros documentos.

Durante de investigação período 191 pessoas foram investigadas, mas os quatro, que tiveram suas prisões temporárias cumpridas, são indicados como os mentores do esquema.

Em Dracena foi preso um proprietário de um escritório de recursos de multas de trânsito, em Ilha Solteira foram detidos dois proprietários de um escritório despachante e em Selvíria foi preso um servidor da autarquia de Agência de Trânsito, do Departamento Estadual de Trânsito do Mato Grosso do Sul. A ação contou com o apoio da Polícia Civil do Estado do Mato Grosso do Sul.

As investigações começaram em Dracena onde um grupo criminoso efetuava transferências ilícitas, mediante pagamento de propina de CNH’s de motoristas residentes no Estado de São Paulo para o Estado do Mato Grosso do Sul. A mudança permitia que eles escapassem do cumprimento de penalidades administrativas já impostas ou em vias de sê-lo, em decorrência de autuações e penalidades de trânsito por eles praticadas.

A quadrilha atuava desde de 2015. 187 condutores de veículos, moradores de Dracena e região foram investigados, ao menos 107 destes estavam com CNH’s suspensas ou cassadas ou com outras penalidades administrativas. Eles pagaram propina ao grupo e transferiram ilicitamente a habilitação para o Estado do Mato Grosso do Sul.

O grupo criminoso orientava os motoristas a declarar endereço falso no Mato Grosso do Sul. Eles movimentaram aproximadamente de R$ 200 mil a título de suborno.

Um morador de Dracena (40 anos0, proprietário de uma empresa de prestação de serviços de recursos de multas de trânsito, seria responsável pela captação dos clientes que possuíam penalidades administrativas em suas CNH’s. Após o pagamento de propina, os dados eram repassados para um escritório de despachante, localizado em Ilha Solteira (SP), de propriedade de dois outros presos, ambos irmãos, de 47 e 56 anos. Eles eram os responsáveis por repassar parte do dinheiro a um gerente-executivo (45 anos), da Agência de Trânsito de Selvíria (MS), que realizara “vistas grossas” para as penalidades, em razão do pagamento do suborno, e inseria os dados falsos nos sistemas do Detran/MS. Assim os motoristas que usufruíram do esquema conseguiam transferir a CNH sem que fosse preciso cumprir as penalidades impostas ou a ser imposta pelo órgão de trânsito do Estado de São Paulo.

Os presos serão indiciados pela prática dos crimes de associação criminosa, corrupção ativa e passiva, falsidade ideológica e inserção de dados falsos em sistema informatizado. Os motoristas investigados serão responsabilizados criminalmente por falsidade ideológica e corrupção ativa, além de poderem ter suas CNH’s bloqueadas.

Agora a polícia investiga outros condutores que transferiram ilicitamente as suas CNH’s, já havendo indícios de transferências para outras cidades do Mato Grosso do Sul, Goiás (GO), Paraná (PR) e Pará (PA).

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍCIA
Franquia:
Andradina SP
Franqueado:
FLAVIA REGINA DE AVELAR GOMES 25180990858
14.225.543/0001-11
Editor responsável:
Flavia Gomes Mtb 8.016/MG
Email: ointeriorfala@gmail.com
Todos os direitos reservados © 1999 - 2019 - Grupo Agitta de Comunicação.