Sicredi

Ainda não sabe como funciona o Pix?

Febraban avaliou como promissor o primeiro mês de funcionamento do sistema de pagamentos

Sicredi Alta Noroeste*
23/12/20 às 19h00
Com o meio de pagamento, é possível transferir recursos a qualquer hora ou dia, em poucos segundos (Foto: Manu Zambon/Hojemais Araçatuba)

“Faz um pix aí para mim, por favor!”. Desde o lançamento do Pix (Pagamento Instantâneo Brasileiro), há pouco mais de um mês, essa frase se tornou corriqueira no cotidiano dos brasileiros.

Afinal, em tempos de imediatismo, adotar práticas que facilitam o dia a dia é necessário para o funcionamento da rotina.

Mesmo com uma boa adesão – mais de 46 milhões de cadastros, 92 milhões de operações e movimentação financeira de R$ 83,4 bilhões, segundo dados divulgados pelo Banco Central do Brasil na semana passada – ainda restam dúvidas sobre o funcionamento do Pix.

Entenda como o serviço de pagamentos pode te ajudar a efetuar transações simples e com custo zero.

Sistema

O Pix, nomenclatura para Pagamento Instantâneo Brasileiro, é um meio de pagamento em que é possível transferir recursos a qualquer hora ou dia, em poucos segundos.

Criado pelo Banco Central do Brasil, o sistema integra todas as instituições financeiras, ou seja, é possível utilizar o pix tendo uma conta-corrente, conta-poupança ou conta de pagamento pré-paga em qualquer banco.

Utilizando o Pix, só é necessário saber a chave Pix da pessoa a qual você quer efetuar a transferência. Clientes pessoa física podem cadastrar até cinco chaves por conta, e pessoa jurídica, até vinte.

Os códigos são cadastrados por meio de alguns dados, sendo eles: CPF ou CNPJ, e-mail, número de telefone celular e chave aleatória. Os cadastros podem ser feitos diretamente no aplicativo da instituição financeira à escolha do cliente.  

Não há limite mínimo para pagamentos ou transferências. No entanto, como medida de segurança, as instituições financeiras estabelecem limites máximos de valor, baseados em critérios de riscos de fraude e de prevenção à lavagem de dinheiro.

Economia 

Em um mês de operação, 92,5 milhões de operações foram feitas por meio do Pix, com movimentação de mais de R$ 83 bilhões. 

De acordo com o Banco Central do Brasil, 46,4 milhões de pessoas e 3 milhões de empresas estiveram integradas às movimentações realizadas mês passado. 

Em uma live transmitida na semana passada pelo canal do Youtube da Febraban (Federação Brasileira dos Bancos), o conselho da entidade ressaltou que o Pix tem potencial para reduzir a necessidade do uso de dinheiro em espécie em transações comerciais.

Este tipo de operação possui um custo de cerca de R$ 10 bilhões ao ano às instituições financeiras.

Tendências 

De acordo com o diretor executivo da Sicredi Alta Noroeste Charles André Fenske, é difícil prever o que virá na sequência do Pix.

Pois, ao analisar os atuais meios de pagamento, já faz um tempo que os serviços oferecidos são aprimorados, não houve um grande lançamento nos últimos anos.

Por isso, Charles afirma que o mercado financeiro pode seguir na criação de serviços que geram facilidade, boas experiências e baixo custo aos usuários.

“Ninguém mais quer pagar para fazer transação, e é preciso entrar no ritmo, é preciso participar desse modelo”, reitera Fenske.

Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4,5 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio.

Com presença nacional, o Sicredi está em 23 estados e no Distrito Federal, com mais de 1.900 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros.

*Conteúdo de responsabilidade do anunciante

Nós temos as melhores oportunidades para você

Somos o parceiro ideal para te acompanhar
e ajudar em todas as suas conquistas. De
forma responsável e transparente, nós vamos,
juntos, organizar a sua vida financeira.

 MAIS DE SICREDI
VEJA TODAS DE SICREDI
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.