Polícia

Polícia vai investigar morte de jovem após colisão com moto em pista de wheeling

Área é cedida pela Prefeitura de Penápolis e vítima de 22 anos teria batido em uma estrutura metálica; teve fratura de fêmur e estava na Santa Casa local

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
20/05/22 às 18h25
Moto conduzida por Igor Pedro Espadar teria colidido em estrutura metálica no antigo kartódromo em Penápolis (Foto: Fernando Almeida/Diário de Penápolis/Colaboração)

A Polícia Civil de Penápolis (SP) vai instaurar inquérito para apurar as causas da morte de Igor Pedro Espadar, 22 anos, ocorrida na quinta-feira (19), na Santa Casa da cidade. O boletim de ocorrência foi registrado pelo pai do jovem, que contou que ele estava internado desde domingo (15), quando teria batido a moto que conduzia em uma estrutura de ferro no antigo kartódromo.

Decreto municipal de janeiro de 2021 concedeu a área para o esporte wheeling, que é a prática de malabarismo com motocicletas. Dois homens são os responsáveis pelo espaço, que pode ser usado aos sábados, domingos e feriados, das 13h às 18h.

Segundo o que foi informado pelo pai de Espadar, o filho dele estava no local no domingo e após a colisão com a moto, foi levado para o pronto-socorro municipal por equipe de resgate do Corpo de Bombeiros.

Igor Pedro Espadar tinha 22 anos (Foto: Reprodução)

Falta de material

Após ser diagnosticada fratura de fêmur, ele foi transferido para a Santa Casa e ficou internado em um quarto comum, aguardando cirurgia, mas não havia material para o procedimento no hospital, segundo teriam informado à família.

Ainda de acordo com o pai do jovem, o filho dele apresentava-se bem e conversava normalmente com os familiares no domingo, mas na segunda-feira passou a queixar-se de muito sono.

A equipe de enfermagem teria sido informada e argumentado que a sonolência era consequência da medicação que estava sendo ministrada no paciente. O quadro clínico teria piorado na terça-feira, sendo feita a transferência para uma sala de emergência e em seguida, encaminhado à UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Exames

Entretanto, na quarta-feira o paciente teria apresentado melhora no quadro clínico, passado por exame de tomografia e em seguida encaminhado ao Centro Cirúrgico, onde teria passado pelo procedimento e posteriormente levado novamente para a UTI.

Já por volta das 21h30 de quarta-feira, a mãe de Espadar teria ido ao hospital, informada que o quadro clínico do filho dela era grave e que ele respirava com a ajuda de aparelhos. Na manhã seguinte a família foi informada que o paciente havia morrido em consequência de embolia pulmonar . O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para exame necroscópico que vai apontar a causa da morte.

Providências

A reportagem encaminhou e-mail à assessoria de imprensa da Prefeitura, questionando se há falta de material para procedimento cirúrgico, já que o hospital está sob intervenção municipal.

Também foi questionado se há algum tipo de fiscalização e se é mantida ambulância para acompanhar os frequentadores do antigo kartódromo, por ser uma atividade de risco. A reportagem perguntou ainda se a administração municipal pretende tomar alguma medida para prevenir novos acidentes após a morte de Espadar.

A informação recebida foi de que o e-mail seria encaminhado à secretaria responsável, mas até as 19h25 desta sexta-feira não houve resposta.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍCIA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.