Polícia

Casal mantinha dois macacos pregos em cativeiro ilegal

Os animais seriam vendidos na capital; Polícia Ambiental agiu e macacos serão devolvidos a seu habitat

H+ Andradina
30/06/22 às 09h24
Macacos prego seriam vendidos na capital

Na quarta-feira (29) a  Polícia Militar Ambiental, entrou uma residência no bairro Silvares, em Birigui, para cumprir mandado de busca e Apreensão domiciliar expedido pelo Fórum de Birigui, constatando a existência de dois macacos pregos em cativeiro, sem autorização do órgão ambiental competente. Os animais estavam em um viveiro inadequado (pequeno) reduzindo a mobilidade dos animais, as vasilhas estavam sem água e sem comida, e os animais estavam agitados e estressados, com indíciosde serem capturados recentemente.

De acordo com investigações, os animais são capturados nas matas de Araçatuba e região, como Mata dos Macacos, Mata da Unesp Odontologia e Mata do antigo Country Club. O casal L.V. de 24 anos, barbeiro e a esposa W.N.G de 30 anos, cabeleireira, possuem quatro boletins de ocorrências anteriores, quando foram surpreendidos transportando macacos em São José do Rio Preto, Bauru, Botucatu e Birigui, para serem vendidos em São Paulo.

Diante do exposto, foi confeccionado quatro Autos de Infrações ambientais, sendo: dois AIA na modalidade de multa simples no valor de R$ 1.000 cada, "Por ter em cativeiro animais silvestres, sem autorização ambiental competente", contrariando o disposto do Artigo 25, Parágrafo 3 e Inciso III da Resolução SIMA 005/2021; e dois AIA na modalidade de multa simples no valor de R$ 6 mil cada, "Por Praticar Atos de Maus tratos a animais silvestres", contrariando o disposto do artigo 29 da Resolução SIMA 005/2021.

Redes de captura apreendidas na casa do casal

Os autos foram confeccionados em desfavor do casal residente no domicílio, no valor total de R$ 14 mil. A Ambiental levou os animais para a central de flagrantes, juntamente com a esposa do denunciado, pois, ele não se encontrava na residência, e o delegado de polícia plantonista deliberou pela confecção de BOPC  por Incorrer no disposto do artigo 29 da Lei 9605/98 - Lei dos Crimes Ambientais, Auto de Exibição e Apreensão dos animais e objetos, Termo de Destinação dos macacos, que serão encaminhados para a UNESP Veterinária de Araçatuba, para serem avaliados e posterior soltos em habitat natural. 

A esposa do acusado  foi ouvida e informou que o marido havia  comprado os animais pela Internet e iria  revender em São Paulo, alegou ainda que o marido já foi detido pelo mesmo crime anteriormente  e que havia parado com o tráfico de animais. Posterior a Sra W. N.G foi liberada e ambos responderam por crime ambiental. Cabe salientar que a ação dos policiais foi fundamental para impedir mais esse crime contra a fauna brasileira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍCIA
Franquia:
Andradina SP
Franqueado:
FLAVIA REGINA DE AVELAR GOMES 25180990858
14.225.543/0001-11
Editor responsável:
Flavia Gomes Mtb 8.016/MG
Email: ointeriorfala@gmail.com
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.