Cotidiano

Desde o início das aulas, Araçatuba já contabilizou oito escolas com profissionais com covid-19

Na investigação dos casos, não houve indícios de que a infecção tenha ocorrido no ambiente escola, informou a Prefeitura

Manu Zambon  - Hojemais Araçatuba
01/03/21 às 20h42

Desde o início da volta às aulas, no dia 8 de fevereiro, Araçatuba (SP) já contabilizou oito escolas municipais com profissionais infectados pelo novo coronavírus e que tiveram de ser afastados das suas funções. No total, a Prefeitura divulgou que são 11 casos positivos até a última quinta-feira (25). 

A secretária municipal de Educação, Silvana de Sousa e Souza, destaca que até a data do envio das informações ao Hojemais Araçatuba , não havia nenhum caso de aluno infectado e que a secretaria da Saúde tem disponibilizado a testagem para todos os sintomáticos. 

“Importante ressaltar que na investigação dos casos, não houve indícios de que a infecção tenha ocorrido no ambiente escolar”, informa. 

Em caso de contaminação, a unidade escolar fala diretamente com os pais, por isso, a Prefeitura optou em não passar o nome das escolas com casos de covid-19 entre os profissionais para não ocorrerem mal-entendidos. 

Protocolos

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Silvana explica que alguns protocolos são seguidos com o objetivo de evitar possível contágio. “Tem sido feito um controle rigoroso dos protocolos sanitários, como uso de máscara, álcool em gel, redução no número de alunos por turma e o impedimento de que pessoas com sintomas respiratórios frequentem o ambiente escolar, quer seja alunos ou profissionais”. 

Já quando a comunidade escolar se depara com um caso suspeito, há uma comunicação a UBS (Unidade Básica de Saúde) da região, bem como informa a Secretaria Municipal de Educação, que está com uma profissional atuando exclusivamente no acompanhamento diário de todos os casos suspeitos e positivos.

“Ao menor sintoma, tanto profissionais quanto alunos, são orientados a procurarem o serviço médico e se manterem afastados das atividades escolares. Esse afastamento inclui também as pessoas que tiveram contato prolongado com o suspeito a partir de dois dias antes do início dos sintomas. Assim, se uma turma tiver um aluno ou o professor suspeito, todo o grupo é afastado como medida de precaução”. 

“Com isso, o número de turmas que em algum momento teve que interromper as atividades presenciais é elevado, o que não quer dizer que estamos com número elevado de casos de covid nas unidades escolares. É uma ação preventiva”, finaliza. 


 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM COTIDIANO
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.