Cotidiano

Santa Casa de Birigui atrasa salário de médicos após Operação Raio X

Problema aconteceu na UPA de Lençóis Paulista, que é gerenciada pela entidade; Prefeitura assume pagamento

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
22/10/20 às 18h06
Irmandade da Santa Casa de Birigui atrasou o pagamento do salário dos médicos em Lençóis Paulista após a Operação Raio X (Foto: Arquivo)

A OSS (Organização Social de Saúde) Irmandade da Santa Casa de Birigui não pagou os salários referentes a setembro, aos médicos que trabalham na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Lençóis Paulista.

A entidade é alvo da Operação Raio X, deflagrada Polícia Civil de Araçatuba em 29 de setembro, e tem contratos investigados em várias cidades, inclusive com as Prefeituras de Araçatuba e Birigui, onde administram o pronto-socorro municipal.

No caso de Lençóis Paulista, a Prefeitura tenta rescindir o contrato de gestão de forma amigável e assumirá o pagamento dos salários dos médicos, que deveria ter sido feito no último dia 10, mas seria quitado nesta quinta-feira (22) pela administração municipal.

Araçatuba

Em agosto do ano passado, após a Polícia Federal deflagrar a Operação #TudoNosso, a Prefeitura de Araçatuba assumiu o pagamento dos funcionários do IVVH (Instituto de Valorização da Vida Humana).

Na época, a OS alvo da investigação da PF era responsável pelo gerenciamento dos serviços da Secretaria de Assistência Social do município e pediu o rompimento do contrato meses depois.

Essa medida ainda não foi tomada pela administração municipal com relação à Santa Casa de Birigui.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Atraso

O atraso no pagamento dos médicos em Lençóis Paulista foi denunciado em reportagem publicada nesta quinta-feira pelo Jornal da Cidade de Bauru. Nela, consta que devido ao não pagamento, muitos plantões na UPA estariam contando apenas com um clínico geral.

Pela manhã o Hojemais Araçatuba falou com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Lençóis Paulista sobre o caso e encaminhou e-mail solicitando informações, inclusive sobre valores, mas não ter retorno até as 18h.

Ao jornal de Bauru, o prefeito Anderson Prado informou que o contrato com a OSS Irmandade da Santa Casa de Birigui foi assinado em 2018, após processo licitatório.

Ainda de acordo com ele, a Prefeitura repassou os valores referentes ao mês de setembro para pagamento de funcionários, fornecedores e prestadores de serviço.

Porém, a OSS teria pago os funcionários e alguns fornecedores, mas deixou de pagar alguns prestadores de serviço, entre eles os médicos.

Acordo

Como os valores referentes aos salários de setembro já foram repassados à entidade pela Prefeitura, o pagamento que seria feito aos médicos nesta quinta-feira é uma antecipação dos valores referentes a outubro, que deveriam ser pagos em novembro.

A Prefeitura de Lençóis Paulista informa ainda que fez um acordo com a Irmandade da Santa Casa de Birigui para assumir a partir de agora os pagamentos aos funcionários, que deve ser feito a cada 15 dias.

Por fim, a Prefeitura informa que ocorrendo a rescisão amigável do contrato, o Hospital Nossa Senhora da Piedade deve assumir a UPA de forma emergencial.

Atrasos

A reportagem fez contato com o Departamento Jurídico da OSS Irmandade da Santa Casa de Birigui pela manhã, questionando sobre os atrasos em Lençóis Paulistas e foi orientada a enviar o e-mail.

Também questionou se há atrasos em outros contratos, inclusive em Araçatuba e Birigui, mas não houve retorno até às 18h.

LEIA TAMBÉM
 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM COTIDIANO
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.