Cultura

Com direção de Ridley Scott, ‘O Último Duelo’ é um épico intenso e provocador

"Indiscutivelmente, a maior força da produção é o seu elenco. Matt Damon traz inúmeras nuances à Jean de Carrouges, que possui uma personalidade árdua e impulsiva"

Válter Soares de Souza Júnior*
17/10/21 às 11h30
(Foto: Patrick Redmond/20TH Century Studios/ Divulgação)

O filme ‘O Último Duelo’, dirigido por Ridley Scott, adapta o livro ‘The Last Duel: A True Story of Trial by Combat in Medieval France’, do autor Eric Jager, que retrata um acontecimento envolvendo três pessoas da nobreza durante a Guerra dos Cem Anos, na França do Século XIV.

Com base em eventos reais, o épico histórico é um drama cinematográfico que desvenda suposições antigas sobre o último duelo sancionado em solo francês, entre o cavaleiro normando Jean de Carrouges e Jacques Le Gris, dois amigos que se tornaram rivais quando a esposa de Carrouges, Marguerite de Thibouville, é violentamente atacada por Le Gris, uma acusação que ele nega.

O julgamento de combate que se seguiu, um duelo extenuante até a morte, revela uma história de traição e vingança, que retrata os horrores físicos e psicológicos impostos sobre as mulheres e o histórico de brutalidade de um período marcado pelo confronto entre Inglaterra e França.

O filme trabalha sua diegese de forma paciente. A obra é dividida em três capítulos, todos narram a mesma história, sob perspectivas diferentes. Todo o arquétipo arcaico envolto, da ação de guerra por territórios à base de arqueiros e cavaleiros que lutam bravamente, é utilizado pelo cineasta para destacar, por meio da edição dividida em três segmentos narrativos, as fortes atuações e o relato por trás da verdade.

Elenco

(Foto: Patrick Redmond/20TH Century Studios/ Divulgação)

Indiscutivelmente, a maior força da produção é o seu elenco. Matt Damon traz inúmeras nuances à Jean de Carrouges, que possui uma personalidade árdua e impulsiva. Adam Driver, por sua vez, parece dispor de uma habilidade natural para encarnar antagonistas e, embora o longa não se aprofunde ao passado de sua personagem, ainda assim, é possível compreender a natureza de seu caráter e ações.

A atriz Jodie Comer, contudo, é quem melhor consegue potencializar a energia brutal e tensa da produção, com uma performance permeada por serenidade, genuinidade e um misto de timidez e autoconfiança. O elenco ainda conta com Ben Affleck, um dos produtores e roteiristas do filme ao lado de Damon, e intérprete do impetuoso conde Pierre.

A fotografia do filme usa tons frios para realçar não apenas a crueldade da violência, mas também para retratar bem o clima dramático do momento histórico em si. O ambiente sombrio e escuro faz parte de toda a narrativa ao longo da história. A direção de arte é muito realista ao reconstruir o cenário e empenhada na reprodução fiel da época. Esteticamente, não há a ostentação exagerada da realeza como costuma acontecer em produções desse tipo.

A sonoridade da obra também é marcante. A música e os efeitos sonoros, por meio de detalhes em cenas que são realçados, contribuem para a construção da experiência narrativa.

Duelos

A cena do duelo, o último realizado na França por força da lei, recebe toda a grandiosidade que se espera desse evento. Os duelos em si são muito bem coreografados, brutais e com ângulos que valorizam cada golpe. O diretor, no entanto, permite que o aprofundamento psicológico dos envolvidos altere tais sequências em elementos narrativos coadjuvantes, apesar de extremamente aguardados.

Em última análise, ‘The Last Duel’, título original do longa, é um épico intenso e provocador que levanta discussões que não perderam a atualidade, tanto para homens quanto para mulheres, e que revela predicados claros, a fim de fazer elevar sua narrativa de modo constante. É um filme tecnicamente muito bom e, sem dúvidas, capaz de gerar muitas reflexões.

(Foto: 20TH Century Studios/Divulgação)

Título Original: The Last Duel

Estreia: 14 de outubro de 2021 (Brasil)

Duração: 152 minutos

Gênero: Drama, Histórico

Direção: Ridley Scott

Elenco: Matt Damon, Adam Driver, Jodie Comer, Ben Affleck, Marton Csokas, Harriet Walter, Nathaniel Parker, Adam Nagiatis, Alex Lawther, Clare Dunne.

(Foto: Arquivo pessoal)

*Válter Soares de Souza Júnior é jornalista, pesquisador e entusiasta das mídias. Cinéfilo, com aprofundamento em críticas cinematográficas pelo Espaço Itaú de Cinema. Apaixonado por música e pelos esportes. Enquanto o Timão existir, estará sempre do lado alvinegro da Força!

* Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete, necessariamente, a opinião deste veículo de comunicação.

Gostaria de ter artigos publicados no Hojemais Araçatuba? Entre em contato pelo e-mail redacao@ata.hojemais.com.br

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM CULTURA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.