Eleições

Caíque Rossi pretende apresentar a equipe de governo ainda este mês

Com uma vice médica, prefeito eleito em Penápolis terá a saúde e a geração de empregos como prioridades no governo

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
18/11/20 às 18h37
Caíque Rossi terá a médica Mirela Fink auxiliando na administração da Prefeitura de Penápolis (Foto: Divulgação)

O prefeito eleito de Penápolis (SP), Caíque Rossi (PSD), pretende estar com a equipe de governo definida até sexta-feira (27). Ele disse que ainda não tem nenhum nome definido, mas já está discutindo o assunto com a futura vice-prefeita, a médica pediatra Mirela Fink.

Caíque venceu a eleição com 464 votos de vantagem para Carlos Alberto Feltrin (MDB), que é o atual vice-prefeito. Em entrevista ao Hojemais Araçatuba , ele explicou que as prioridades do governo serão justamente a área da saúde e a geração de empregos.

Com 35 anos de idade, Caíque tem experiência na vida pública, com dois mandatos de vereador no currículo. Em 2008 ele foi o terceiro candidato ao Legislativo mais votado na cidade, com 1.892 votos.

Quatro anos depois, foi reeleito com 3.770 votos, o que correspondeu a 11,48% dos votos válidos naquela eleição; um recorde de votação de um candidato a vereador até hoje na cidade.

Em 2016, Caíque Rossi já havia concorrido à Prefeitura de Penápolis, mas foi derrotado pelo atual prefeito, Célio de Oliveira (sem partido), que foi reeleito.

Preparado

Ao alcançar o objetivo agora, Caíque diz estar preparado para assumir o cargo e prega a união para que possa fazer o melhor para a cidade.

“Estou há 14 anos na vida pública e tenho convicção de que estou preparado. Entendo que quem perdeu fique frustrado, triste, mas a eleição passou e espero que haja harmonia, pois vou fazer o que é certo para ajudar as pessoas. Serei um prefeito de todos”, disse.

Segundo Caíque, durante a campanha ele não assumiu compromisso com ninguém e vai tratar todos da mesma forma, independentemente de partido político, e fazer o que for preciso, pois a cidade precisa crescer.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes

Apesar de ainda não ter falado com Célio de Oliveira sobre a transição, Caíque informa que nesta semana esteve com o secretário municipal de Planejamento, Coronel Daniel Rodrigueiro, para começar a conhecer a máquina pública.

“Antes de tudo, quero fazer um levantamento do organograma da Prefeitura e pretendo anunciar a equipe de governo até o dia 27”, explicou. Uma das promessas de campanha do prefeito eleito foi reduzir os gastos com cargos comissionados.

Contas

Um dos maiores desafios que deverá encontrar, segundo Caíque, será com relação às contas do município. Ele comentou que a Prefeitura de Penápolis fez vários financiamentos, com carência para início de pagamento, que terá que ser assumido pela próxima administração.

Além disso, existe a previsão de queda na arrecadação no próximo ano, principalmente como reflexo da pandemia do coronavírus.

“Acreditamos que a arrecadação vai cair e precisamos de união. Foram feitos financiamentos nas áreas de saúde, iluminação, asfalto e eles começarão a ser cobrados. Acredito que haja de R$ 9 a R$ 10 milhões em financiamento para serem pagos. Vamos ter que fazer uma ginástica financeira”, comentou.

Prioridades

Entra as prioridades do governo, as principais, de acordo com Caíque, serão a geração de emprego e a área da Saúde.

Para essa segunda missão, o prefeito eleito em Penápolis terá o apoio da vice-prefeita, que é médica. De acordo com ele, Mirela irá contribuir muito nesse sentido, com a experiência que possui de mais de 20 anos trabalhando com o SUS (Sistema Único de Saúde).

“A Mirela não é uma médica comum, ela entende de administração. A parceria com ela foi fundamental para a nossa vitória. Temos uma amizade muito forte, nos entendemos só de nos olharmos, por sermos amigos mesmo, não houve interesse nessa parceria”, afirmou.

Mirela Fink será a primeira mulher no Executivo de Penápolis

A médica pediatra Mirela Fink Hassan Rufato (PSD), que completará 50 anos de idade em 10 de dezembro, será a primeira mulher a ocupar um cargo eletivo no Executivo penapolense. A cidade nunca teve uma prefeita ou vice-prefeita eleitas.

Ela comenta que isso será um desafio, pois as mulheres fazem parte de uma parcela da sociedade que, por ter sofrido diversas discriminações, sente, até hoje, o reflexo de uma injustiça do passado.

“Esse prejuízo só pode ser amenizado a partir do momento em que tenhamos mais vozes. Por isso, precisamos de boas representações no poder para o aumento da democracia e da cidadania”, argumenta.

E, segundo Mirela, foi o desejo de fazer a diferença que a levou a aceitar o convite e se candidatar a vice-prefeita na chapa com Caíque Rossi, que venceu a eleição no último domingo (15). “O meu maior desejo é fazer de Penápolis uma referência em Saúde, como já fomos em outras décadas” , revelou.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM ELEIÇÕES
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.