Polícia

Comerciante tem carro apreendido após ser flagrada conduzindo e falando ao celular

Desrespeitou ordem de parada e policiais tiveram que entrar pelo vidro para detê-la quando tentava entrar na garagem; Toyota estava com licenciamento vencido desde 2017, segundo a polícia

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
18/10/21 às 10h34

Uma comerciante de 44 anos teve o carro apreendido e foi levada para a delegacia na tarde de domingo (17), em Luiziânia (SP), após desrespeitar abordagem ao ser flagrada falando o celular enquanto dirigia. Segundo a polícia, o veículo está com o licenciamento vencido e ela tentou colocá-lo na garagem para evitar que fosse apreendido. Os policiais tiveram que entrar pelo vidro para impedi-la.

De acordo com o boletim de ocorrência, o caso aconteceu por volta das 20h, quando equipe da Polícia Militar em patrulhamento viu a investigada conduzindo um Toyota Corolla. Segundo a polícia, ela falava ao celular quando passava pelo cruzamento da avenida Luís Cavaiar com a Padre Antônio Vieira.

Os policiais deram ordem de parada para fazer a autuação, mas ela teria desrespeitado e prosseguido até parar na frente da casa dela, que fica nas imediações.

Licenciamento

Nesse momento foi feita a abordagem e ao consultar a documentação do carro, foi constatado que o licenciamento estava vencido desde 2017. Os policiais informaram à comerciante que o veículo seria apreendido administrativamente e autorizaram que ela retirasse os pertences pessoais.

Entretanto, de acordo com os policiais, aproveitando um breve momento de distração, a comerciante acionou o motor e tentou guardar o automóvel na garagem. Um dos policiais relatou que estava na frente do veículo e por pouco não foi atropelado.

Vidros

Para impedir que ela concluísse a ação, os policiais se jogaram pela janela do carro com ele em movimento. Enquanto um acionou o freio de mão, o outro segurou o braço da condutora, imobilizando o veículo.

O carro foi recolhido por um guincho e a comerciante apresentada no plantão policial após passar pelo pronto-socorro local para exame de corpo de delito cautelar. Já na delegacia ela concordou em fazer o teste do bafômetro, que deu negativo para ingestão de álcool.

Já neste plantão policial a autora concordou em realizar o teste do bafômetro, o qual resultou negativo. O caso foi registrado como lesão corporal e desobediência e o veículo foi recolhido administrativamente após serem feitas as devidas autuações.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍCIA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.