Polícia

PM prende dupla desviando óleo diesel de caminhão-tanque

Motorista confirmou que vendia o litro do combustível a R$ 3,00; comprador falou que a prática ocorria de 1 a 2 vezes por mês

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
02/07/22 às 11h08

Dois homens foram presos pela Polícia Militar na noite de sexta-feira (1) no pátio de um posto de combustíveis na rodovia Marechal Rondon (SP-300), em Coroados, ao serem flagrados desviando óleo diesel de um caminhão-tanque.

Um deles era o motorista do caminhão, que tem 49 anos e confessou que vendia o litro do óleo diesel da empresa para a qual transportava a R$ 3,00.

Os policiais que fizeram o flagrante informaram que por volta das 19h foram acionados no pátio do posto instalado no quilômetro 508 da rodovia, onde um homem com uma caminhonete Mitsubishi L200 preta abastecia galões com combustíveis tirados de um caminhão-tanque.

A pessoa que fez a denúncia disse que a mesma prática já havia ocorrido no período da tarde e, como se repetiu no início da noite, decidiu ligar para a polícia.

Chegando ao local os policiais surpreenderam um homem de 51 anos do lado direito da caminhonete. Ao ver a viatura ele deu a volta no veículo e passou a vasculhar sacos de lixos da lanchonete. Questionado, alegou que estava “catando” lixo reciclável.

Furto

Porém, os policiais perceberam que ele tinha a roupa molhada e com forte odor de óleo diesel. Questionado novamente, ele acabou confessando que estava comprando o combustível, pagando R$ 3,00 por litro.

O investigado disse ainda que o motorista do caminhão sabia da negociação e estaria dentro da cabine. O motorista, que tem 49 anos, foi encontrado na cabine do caminhão e confirmou que estava ajudando a retirar óleo diesel que estava transportando.

Segundo a polícia, ele também estava com a roupa molhada e com odor de óleo diesel. O motorista contou que seguia de São Paulo para Araçatuba, fazendo o transporte para uma empresa com sede em Cordeirópolis-SP, e que estava vendendo o litro do combustível a R$ 3,00 para o outro investigado.

Galões

Os policiais encontraram dois galões de 50 litros vazios na caçamba da caminhonete, onde também havia um aparelho conhecido como chupa-cabra, utilizado para fazer a retirada do caminhão para os galões.

O assoalho da caçamba da caminhonete estava encharcado de óleo diesel, fazendo entender que não era a primeira vez que era usada no transporte.

Outros quatro galões de 50 litros cheios de óleo diesel, foram encontrados escondidos debaixo do caminhão-tanque, entre os eixos. De acordo com a polícia,  debaixo de cada bocal da carroceria-tanque havia poças de óleo, em razão da retirada do combustível.

Negociação

Com o suposto comprador do óleo furtado foram encontrados R$ 1.025,00 em dinheiro, montante que ele disse que usaria para fazer o pagamento ao motorista do caminhão. Este, por sua vez, trazia consigo R$ 1.400,00 e alegou que havia feito um saque momentos antes. 

Por fim, o acusado de estar comprando o óleo de forma fraudulenta contou à polícia que entre uma a duas vezes por mês ele realizava essa negociação com o motorista do caminhão.

Flagrante

Os dois foram apresentados no plantão policial e tiveram as prisões confirmadas pelo delegado que presidiu a ocorrência. Como as penas somadas ultrapassam os 4 anos de prisão em caso de condenação, eles não tiveram direito a fiança na fase policial.

Os dois devem ser indiciados por crime contra a ordem econômica, que prevê de 1 a 5 anos de prisão; por crime ambiental, com pena de 1 a 4 anos e multa; e apropriação indébita, punido com até 4 anos de prisão, pena que pode ser aumentada em um terço por o fornecedor do combustível ter sido o contratado para fazer o transporte. 

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍCIA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.