Fique por Dentro

Com o fim da piracema, pesca está liberada a partir desta segunda-feira

Uma verdadeira corrida aos rios da região teve início neste domingo, com uma multidão de pescadores se preparando para retornar aos rios após o período de defeso iniciado em novembro e encerrado hoje 28.

Região
01/03/21 às 15h56
Reprodução

Uma verdadeira corrida aos rios da região teve início neste domingo, com uma multidão de pescadores se preparando para retornar aos rios após o período de defeso iniciado em novembro e encerrado hoje 28. A partir da meia noite deste domingo os rios estão liberados para a pesca, claro, obedecendo a critérios estabelecidos no quesito quantidade, licença, documentação de embarcação e restrição de alguns pontos.

A euforia de muitos aventureiros fez com que reservassem pousadas e ranchos às margens dos rios do interior paulista e divisa com Mato Grosso do Sul.

Apesar da pandemia do novo coronavíus, segundo informações obtidas, a procura por esse tipo de lazer é grande. A ânsia de colocar os barcos na água é intensa em virtude da “seca” em ficar longe dos rios por quatro meses.

Nesse período da piracema, no entanto, muitos infringiram a lei e alguns acabaram sendo flagrados pela Polícia Militar Ambiental e multados, parte pela pesca ilegal e outra por armar redes de emalhar.

Polícia Ambiental de MS disponibiliza Cartilha do Pescador

Com a abertura na pesca, nesta segunda-feira (1° de março), a Polícia Militar Ambiental (PMA) de MS disponibiliza a Cartilha do Pescador 2021 com todas as atualizações das normas de pesca de Mato Grosso do Sul.

A legislação pesqueira do Estado é uma das mais restritivas do país. MS é banhado por duas bacias hidrográficas (dos rios Paraguai e Paraná), com regras diferentes entre elas e com normas infraconstitucionais dos órgãos Federal e Estadual.

Entre as regras de pesca para o Estado, só de espécies com determinação de tamanhos de captura são mais de 30, sem contar que para algumas a proibição é por gênero, sendo que um gênero envolve diversas espécies. São mais 10 espécies de iscas que também possuem restrição de tamanho mínimo de captura.

Existem também rios e locais onde a pesca é proibida; outros onde só se permite a pesca na modalidade pesque-solte; espécies com pesca proibida; tipos de petrechos proibidos; cota de captura; regras de transporte e comercialização de pescado, entre outros, e o cidadão precisa realmente estar com essas informações em mãos, por abrangerem a questão com amplitude.

Este trabalho é fundamental, porque a pesca fora das regras constitui-se em crime, ou no mínimo infração administrativa, com multa e apreensão de produtos da pesca, barco e veículos, como no caso da falta de licença de pesca, que não se trata de crime, mas de infração administrativa, julgada pelo órgão ambiental estadual. (Com Impacto Online).

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM FIQUE POR DENTRO
Franquia:
Andradina SP
Franqueado:
FLAVIA REGINA DE AVELAR GOMES 25180990858
14.225.543/0001-11
Editor responsável:
Flavia Gomes Mtb 8.016/MG
Email: ointeriorfala@gmail.com
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.