Geral

Sem vagas na ala Covid, santa casa da região entra em colapso

O boletim da ocupação dos leitos da ala de síndromes gripais - dedicada aos suspeitos e positivos para Covid-19 - na Santa Casa de Jales/SP, registra pelo segundo dia consecutivo a ocupação de 100% da UTI - Unidade de Terapia Intensiva.

Da redação - Jales/SP
04/08/20 às 12h50
(Divulgação)

O boletim da ocupação dos leitos da ala de síndromes gripais - dedicada aos suspeitos e positivos para Covid-19 - na Santa Casa de Jales/SP, registra pelo segundo dia consecutivo a ocupação de 100% da UTI - Unidade de Terapia Intensiva. Nos leitos de enfermaria, o número subiu para 88,24%.

Os pacientes internados em UTI são: 3 de Jales, 2 de Três Fronteiras, 1 de Palmeira d´Oeste, 1 de Paranapuã, 1 de São Francisco, 1 de Urânia e 1 de São José do Rio Preto. Na enfermaria, são 6 pacientes de Jales, 3 de Palmeira d´Oeste, 1 de Urânia, 1 de Santa Fé do Sul, 1 de Votuporanga, 1 de Jaci e 1 de Monte Aprazível e 1 de São José do Rio Preto.

Essas cidades marcada em amarelo não pertencem a microrregião de atendimento da Santa Casa de Jales e por isso são identificadas como "outros" no boletim.

Este é o maior número de internados na unidade desde o início da pandemia.

Defensoria

A Defensoria Pública do Estado de São Paulo enviou ofício nesta segunda-feira, 3, ao governo estadual e à Prefeitura de Rio Preto, em que pede que a cidade regrida da fase laranja e seja classificada na fase 1 (vermelha), a mais restritiva do Plano São Paulo. No documento, a Defensoria cita a alta taxa de ocupação de leitos no Hospital de Base (HB) e na Santa Casa.

O documento assinado pelo defensor público Júlio Tanone e por outros três defensores, do Núcleo Especializado de Cidadania e Direitos Humanos, foi endereçado aos secretários estaduais de Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn, de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, ao prefeito, Edinho Araújo (MDB), e ao secretário municipal de Saúde, Aldenis Borim.

O principal argumento da Defensoria para pedir a classificação da cidade na fase vermelha tem como base o boletim diário da Funfarme (que administra HB e HCM) e dados da Vigilância Sanitária de Rio Preto divulgados no domingo, 2, com apoio do Departamento Regional de Saúde (DRS-15), que apontam que os dois hospitais da rede pública de saúde do município - HB e Santa Casa - alcançaram 100% de ocupação de seus leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI). O HB, referência para pacientes em tratamento de Covid-19 na região, contava, até domingo, com 117 pacientes internados em UTI e 131 em enfermaria, ao passo que a Santa Casa tinha 36 pacientes na UTI e 39 na enfermaria.

Em ofício, a Defensoria recomenda que a Prefeitura adote medidas mais rígidas para deter o aumento da contaminação na cidade e se abstenha de adotar medidas para flexibilizar o funcionamento das atividades econômicas.

Ao governo do Estado, a Defensoria recomenda que classifique a região na fase vermelha em um prazo de até 48 horas. (com Diário da Região)

(Divulgação)
 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM GERAL
Franquia:
Andradina SP
Franqueado:
FLAVIA REGINA DE AVELAR GOMES 25180990858
14.225.543/0001-11
Editor responsável:
Flavia Gomes Mtb 8.016/MG
Email: ointeriorfala@gmail.com
Todos os direitos reservados © 1999 - 2020 - Grupo Agitta de Comunicação.