Cotidiano

Funcionário não pode ser penalizado por supostos desvios da Santa Casa, diz sindicato

De acordo com o Sinsaúde, cerca de 180 trabalhadores estão com pagamento atrasado por falta de repasse da Prefeitura de Birigui

Aline Galcino - HOjemais Araçatuba
17/01/21 às 12h14
Funcionários do pronto-socorro, que é gerido pela OSS Santa Casa de Birigui, estão sem pagamento (Foto: Aline Galcino/Arquivo H+)

O funcionário não pode ser penalizado por supostos desvios da OSS (Organização Social de Saúde) Santa Casa de Birigui (SP). Essa é a opinião do Sinsaúde (Sindicato dos Empregados em Estabelecimento de Serviços de Saúde) de Araçatuba e região, que acompanha mais um capítulo na crise da saúde em Birigui.

Cerca de 180 funcionários da organização social estão sem pagamento de dezembro, que deveria ter sido depositado em janeiro, porque não houve repasse do contrato por parte da Prefeitura.

O Executivo alega que a entidade, que é responsável pela gestão do pronto-socorro municipal, pelo Corujão da Saúde (implantado na UBS 1 do bairro Cidade Jardim) e ESF (Estratégia Saúde da Família), perdeu o CRCE (Certificado de Regularidade Cadastral de Entidades), que é emitido pelo Estado, o que a impede de receber os repasses.

Além disso, a OSS Santa Casa de Birigui está com apontamento no Tribunal de Contas em todos os convênios e é investigada na operação Raio X, que ainda está em andamento.

Greve

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo o vice-presidente do sindicato dos trabalhadores, Natalício Valério da Silva, se a situação não for resolvida até a próxima semana, não está descartada a possibilidade de greve.

“A posição do sindicato é que enquanto houver um contrato vigente, é responsabilidade do município pagar o hospital, haja visto que o serviço está sendo prestado. Se há ou houve algum desvio, ele tem que ser investigado, mas o que interessa agora é o atendimento da população e o salário do funcionário. O empregado não é obrigado a carregar o fardo de ter que trabalhar sem receber”, disse.

O sindicato se reuniu nesta semana com a administração da Santa Casa, que explicou o impasse com a Prefeitura. Uma nova reunião deverá ocorrer na próxima semana.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM COTIDIANO
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.