Esporte

Mulheres fisiculturistas da região se destacam em competição tradicional

Maricê Barros Patrizzi, de Santo Antônio do Aracanguá, ficou em 2ª e Cleyde Martins dos Santos, de Araçatuba, em 4º, ambas na categoria Welness Open - Classe A (até 1,57 de altura)

Manu Zambon - Hojemais Araçatuba
07/12/21 às 12h45
Maricê e Cleyde (Foto: Divulgação)

Duas fisiculturistas da região de Araçatuba (SP) se destacaram no 67º Mister Santos 2021, realizado entre os dias 3 e 5 de dezembro, em Santos (SP). O evento, que reúne fisiculturistas de todo País, é reconhecido como o mais antigo torneio do Brasil e o mais tradicional do segmento da América do Sul.

Maricê Barros Patrizzi, de 25 anos, de Santo Antônio do Aracanguá, ficou em 2º lugar na categoria Welness Open - Classe A (até 1,57 de altura). A fisiculturista havia sido campeã em julho, no campeonato Montalvão Classic, em São José do Rio Preto.

Já a araçatubense Cleyde Martins dos Santos, de 26 anos, conquistou o 4º lugar na categoria Welness Estreantes e 5º na categoria Welness Open - Classe A (até 1,57 metro de altura). Ambas são treinadas pelo coach Fabrício Martinho dos Santos, de Araçatuba.

Cleyde, que é personal trainer e estreante em campeonatos, começou a se preparar para competir no começo do ano. Ela conta que participaria de um torneio em março, em Marília, mas devido à pandemia, foi cancelado. O resultado da dedicação veio agora, no Mister Santos 2021.

Sonho

“Estar nos palcos competindo sempre foi um sonho pessoal meu, sempre admirei o esporte”, conta. Além de agradecer seu treinador, Cleyde dedica o prêmio ao amigo e personal Márcio Victor, que foi uma das vítimas do mega assalto que aconteceu em Araçatuba, em agosto deste ano.

Quanto à preparação para o evento, a fisiculturista comenta que é um período de muitas restrições para alcançar o objetivo e ter um corpo competitivo. A personal explica que dietas sempre fizeram parte do seu dia a dia, mas agora é ainda mais restrita.

“É uma preparação que exige muito foco, disciplina dedicação, trabalha muito o psicológico, muitos treinos e mexe demais com a rotina. Você tem que se doar 100%, é um esporte vivido 24 horas do seu dia”, explica Cleyde, que treina aproximadamente duas horas por dia musculação e cardiovascular.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
  12/08/22 às 14h46
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM ESPORTE
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.