Polícia

Jovem é preso após atear fogo em colega de trabalho em Birigui

Crime aconteceu em lanchonete no Centro e vítima teve pelo menos 50% do corpo queimado; também recebeu golpes de facão

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
25/06/22 às 10h06
Crime aconteceu em lanchonete no Centro de Birigui (Foto: Divulgação)

Um jovem de 23 anos foi preso na noite de sexta-feira (24) em Birigui (SP), por tentativa de homicídio, acusado de usar álcool para atear fogo em um colega de trabalho dele, que é entregador em uma lanchonete na cidade.

A vítima, que tem 30 anos, teve pelo menos 50% do corpo queimado e também foi agredida com dois golpes de facão nas costas e está internada. Segundo a polícia, o acusado confessou o crime, não demonstrou arrependimento e disse que não estava satisfeito por não ter conseguido matar o colega.

O crime aconteceu por volta das 19h30, em uma lanchonete na rua Pedro Álvares Cabral, região central da cidade. Policiais militares que atenderam a ocorrência foram informados de que o autor havia fugido.

Durante as diligências, testemunhas disseram tê-lo visto entrando em uma farmácia na rua Barão do Rio Branco, cruzamento com a Mário de Souza Campos, onde ele foi encontrado, abordado e confessou o crime, que foi premeditado.

Vingança

Ouvido informalmente pelos militares, o acusado contou que também trabalhava na lanchonete, junto com o entregador. De acordo com ele, na noite anterior teria ocorrido um desentendimento devido a pedidos que estavam atrasados e os dois acabaram entrando em luta corporal.

O gerente do estabelecimento teria separado a briga e o acusado disse à polícia que antes de deixar o local, alertou a vítima que iria se vingar. Por isso, pela manhã ele comprou um facão, duas facas de serra e álcool e voltou para a lanchonete no início da noite levando os objetos.

O acusado disse que chegando no local ele exigiu que todos pedissem desculpas pelo ocorrido na noite passada. Naquele momento, a vítima não estava presente.

Porém, assim que chegou de uma entrega, o acusado rasgou a sacola onde trazia um balde com álcool e jogou o combustível sobre o corpo do entregador. Em seguida utilizou um spray aerossol e um isqueiro para atear fogo na vítima.

Facão

Com o corpo em chamas, o funcionário atacado teria corrido para o interior da lanchonete, mas foi seguido pelo acusado, que estava armado com o facão e desferiu alguns golpes nas costas da vítima.

O investigado disse que fugiu após ser atacado com cadeiradas desferidas por outros funcionários da lanchonete e se escondeu por medo de ser agredido. Ele deixou para trás o balde, facão, uma garrafa pet contendo álcool, duas facas de serra e um canivete acoplado num soco inglês.

Ferimentos

A vítima foi socorrida pelo resgate do Corpo de Bombeiros e levada ao pronto-socorro. Segundo o que foi informado à polícia, o paciente deu entrada na unidade consciente, mas sentia muita dor e teve que ser sedado. Ele teve pelo menos 50% do corpo queimado e apresentava dois cortes profundos nas costas.

O acusado foi apresentado na delegacia, onde optou por permanecer em silêncio. Ele teve a prisão confirmada pelo delegado que presidiu a ocorrência, que representou pela conversão da prisão em preventiva. O delegado também determinou a realização de perícia no local do crime e os objetos deixados pelo investigado foram recolhidos pela polícia.

Testemunhas ouvidas confirmaram o que havia sido dito informalmente pelo investigado. A vítima deve ser ouvida quando apresentar melhor condições clínicas e também deve passar por exame de corpo de delito no IML (Instituto Médico Legal).

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍCIA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.