Polícia

Mulher é presa por tentativa de homicídio após jogar óleo fervendo no marido

Ficou irritada por ter sido chamada a atenção por deixar resto de comida no prato, mandou ele embora de casa e teria sido agredida; esperou ele dormir para atacá-lo

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
23/09/21 às 09h22

Uma vendedora de 21 anos, moradora no bairro Jardim Novo Paraíso, em Araçatuba (SP), foi presa no final da noite de quarta-feira (22) por tentativa de homicídio. Ela é acusada de jogar óleo fervendo sobre o companheiro dela, enquanto ele dormia. Vítima teve ferimentos graves.

Segundo a polícia, o caso aconteceu por volta das 23h, na residência do casal, na rua Barão do Triunfo, e a própria investigada que comunicou a Polícia Militar.

Quando os policiais chegaram ao imóvel, o borracheiro de 24 anos era atendido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Segundo a equipe, ao ser colocado na ambulância foi possível ver que ele tinha queimaduras no rosto, pescoço, cabeça, tórax, costa e nos dois braços.

A investigada estava no quintal da residência, segurando o filho no colo. Segundo a polícia, ela contou que após o jantar deixou resto de comida no prato e o companheiro dela a teria chamado de “porca e lambona”.

Briga

A vendedora disse que mais tarde, quando os dois já estavam na cama, ela passou a empurrá-lo, mandando que fosse embora da casa. Segundo a investigada, o borracheiro teria reagido, passando a agredi-la com tapas e puxões de cabelo. Por isso, ela disse que iria matá-lo.

Aproveitando que o borracheiro dormiu, a mulher foi a cozinha da casa, pegou uma panela, colocou óleo de cozinha e deixou no fogo por aproximadamente 15 minutos. Em seguida, ela retornou ao quarto e enquanto o companheiro dormia, despejou o óleo quente sobre o corpo dele, provocando as queimaduras.

A própria jovem acionou a polícia e permaneceu em casa aguardando o socorro ao companheiro, que foi levado para a Santa Casa.

Ferimentos

Os policiais que fizeram o atendimento à ocorrência foram informados pelo hospital que a vítima havia sofrido queimaduras de 2º grau e precisou ser intubada, por isso não pode dar a versão dele dos fatos. Em contato com familiares do borracheiro, eles foram informados que o paciente seria transferido para um hospital especializado em tratamento de queimados.

A mulher foi apresentada no plantão policial, sem a necessidade de algemas, e teve a prisão confirmada pelo delegado plantonista. Após o registro da ocorrência ela seria encaminhada ao CDP (Centro de Detenção Provisória) de Tupi Paulista.

UTI

A assessoria de imprensa da Santa Casa informou na manhã desta quinta-feira que o paciente sofreu queimaduras de primeiro e segundo graus em 70% do corpo (tórax, braços e face). Por volta das 9h30 ele permanecia em atendimento de emergência, mas seria transferido para UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Geral. O quadro clínico era considerado grave, porém estável.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍCIA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.