Polícia

PM prende 3 acusados de atirar em família em caminhonete

Entre as vítimas estava jovem que suspeitava que a namorada dele o estaria traindo com um dos acusados de atirar no veículo

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
24/09/21 às 16h36
Caminhonete teve a lataria perfurada pelos disparos de arma de fogo (Foto: Divulgação)

Três homens foram presos na noite de quinta-feira (23) em Penápolis (SP), por tentativa de homicídio, acusados de terem atirado contra uma caminhonete que trafegava pela via de acesso Sargento Arnaldo Covolan.

Nessa caminhonete havia cinco pessoas, entre elas um casal que havia discutido momentos antes, pois o rapaz suspeitava que a namorada dele o estaria traindo com um dos acusados de atirar no veículo. Com os investigados a polícia aprendeu um revólver.

O jovem de 24 anos contou à polícia que durante a tarde foi informado que a namorada dele, uma cabeleireira de 28 anos, estaria se relacionando com outros dois homens, um vendedor de 28 anos e um empresário de 31 anos.

Ainda de acordo com ele, ao conversar com o vendedor ele negou os fatos, mas disse que a cabeleireira tinha um caso com o empresário. O jovem então voltou para casa, questionou a namorada dele sobre a suposta traição, mas ela negou, alegando que os dois investigados eram clientes dela no salão.

Tiros

Ainda segundo o jovem, ele mandou a cabeleireira arrumar as coisas dela, pois a levaria para a casa da mãe dela, em São Paulo. De acordo como ele, quando todos seguiam pela estrada sentido à rodovia Marechal Rondon (SP-300), um veículo Hyundai IX35 branco emparelhou.

Como os dois vidros do lado direito estavam abaixados, ele conseguiu ver o empresário com a arma, no banco do passageiro, enquanto o vendedor estava no banco traseiro. Porém, ele não viu quem conduzia o veículo.

Ainda segundo o jovem, o empresário apontou a arma na direção do condutor da Hilux e mandou parar. Quando o condutor acionou o freio, o investigado fez dois disparos e um terceiro quando o IX35 já estava um pouco à frente da caminhonete. Em seguida o condutor do Hyundai fez o retorno e a polícia foi acionada.

Arma com duas munições intactas foi apreendida para perícia (Foto: Divulgação)

Prisão

Após serem comunicados do crime, os policiais identificaram o proprietário do IX35, um empresário de 35 anos, e foram à casa dele, na rua Getúlio Vargas. Ele foi visto descendo de um Fiat Uno do lado do passageiro e na calçada da residência estavam os outros dois investigados.

O condutor do Fiat Uno disse que estava trabalhando em um centro automotivo, onde o IX35 havia sido deixado, e havia dado carona ao investigado até à casa dele, onde houve a abordagem. O Hyundai foi encontrado no interior da oficina, mas não havia nada de irregular nele.

Porém, em vistoria no Fiat Uno, os policiais encontraram um revólver calibre 357 escondido debaixo do banco. Segundo a polícia, o dono o IX35 teria sido visto retirando a arma da cintura e colocando debaixo do banco do passageiro do Uno, momentos antes da abordagem.

O dono do centro automotivo disse ainda que os três investigados haviam chegado juntos na oficina com o IX35, sendo que os outros dois haviam deixado o local em um Hyundai Elantra de propriedade do acusado de fazer os disparos contra a caminhonete.

Assumiu

Ainda de acordo com a polícia, esse empresário assumiu a propriedade da arma e apresentou o certificado válido de registro. O revólver estava carregado com dois cartuchos intactos.

Os três foram levados para a delegacia, onde o jovem e a mãe dele reconheceram o autor dos disparos e o passageiro do banco traseiro do IX35, que ao serem ouvidos, negaram o crime. O acusado de conduzir o veículo optou por ficar em silêncio.

O delegado que presidiu a ocorrência manteve a prisão e representou pela conversão em preventiva. Após serem ouvidos, os acusados ficaram à disposição da Justiça. Equipe do Instituto de Criminalística realizou perícia nos veículos.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍCIA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.