Polícia

Polícia prende homem que bateu carro em Biz na Elyeser por embriaguez

Teria dito a testemunha que voltava de uma festa e havia ingerido 4 latinhas de cerveja; motociclista morreu

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
26/06/22 às 08h57
Edgard Roberto Capristo tinha 53 anos (Foto: Reprodução)

Foi preso em flagrante o condutor de uma picape Fiat Strada que bateu de frente com uma Honda Biz na noite de sábado (25), em Araçatuba (SP), provocando a morte de Edgard Roberto Capristo, 53 anos. Segundo consulta feita pelo Hojemais Araçatuba , a vítima era motorista de transporte escolar, conhecida como Tio Edgar.

Já o acusado tem 31 anos e teria dito a uma testemunha que voltava de uma festa, onde havia bebido quatro latinhas de cerveja. Ele recusou o teste do bafômetro.

Consta no boletim de ocorrência que a vítima conduzia uma Honda Biz pela rodovia Elyeser Montenegro Magalhães (SP-463), por volta das 18h30. O motociclista seguia sentido Santo Antônio do Aracanguá e quando passava pelo quilômetro 56,7, teve o veículo atingido de frente pela picape conduzida pelo investigado, com placas de Paraguaçu Paulista.

Outro carro

Um terceiro veículo foi envolvido na ocorrência. Um homem de 62 anos, que conduzia um VW Parati com placas de Ilha Solteira, disse à polícia que estava logo atrás da motoneta.

Ele disse que viu quando a picape invadiu a pista contrária, bateu na Biz e em seguida atingiu o carro dele. Segundo o condutor da Parati, ele conversou com o motorista da picape, que ainda estava dentro do carro, e ele informou que estava retornando de uma festa e havia bebido “quatro latinhas”.

Socorro

Quando os policiais militares rodoviários chegaram ao local da colisão o investigado já havia sido levado ao pronto-socorro municipal por equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Capristo morreu no local, que foi preservado para realização de perícia.

Após a conclusão do trabalho o corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para exame necroscópico.

Não lembrava

Os policiais foram ao pronto-socorro e encontraram o condutor da picape ainda em atendimento médico. Ao ser questionado sobre a colisão, ele alegou não se recordar do que havia ocorrido, mas teria assumido que bebeu o conteúdo de uma garrafa de cerveja. 

Os policiais relataram em boletim de ocorrência que o investigado apresentava olhos avermelhados, hálito alcoólico e voz pastosa, mas recusou o teste do bafômetro, por isso foi autuado e preso em flagrante.

Negou

Apresentado no plantão policial, ele foi informado da morte do motociclista e reafirmou que não se lembrava do ocorrido. Na presença de um advogado o acusado disse que não estava sob influência de álcool quando houve a colisão e requereu a retirada de sangue para exame de dosagem alcoólica.

Após retornar do IML (Instituto Médico Legal) ele teve a prisão confirmada pelo delegado plantonista e permaneceu à disposição da Justiça. O investigado será indiciado por homicídio na direção de veículo, agravado pela ingestão de bebida alcóolica.

A picape foi apreendida e levada para o pátio de um guincho, assim como a motoneta. Um filho da vítima esteve no plantão policial e foi informado da morte do pai.   

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍCIA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.