Cotidiano

Alunos de Birigui conquistam prêmio internacional de tecnologia

Equipe foi a única brasileira premiada no evento “Do Your Bit”, promovido pela Micro Bit Foundation

Manu Zambon - Hojemais Araçatuba
22/09/21 às 21h50
(Foto: Divulgação)

Alunos do colégio Criando Asas, de Birigui (SP), conquistaram o segundo lugar na América do Sul no desafio “Do Your Bit”, promovido pela Micro Bit Foundation, em parceria com a BBC de Londres, na Inglaterra. A primeira colocação ficou com estudantes da Costa Rica. 

Além do vice-campeonato no continente latino, na categoria de 8 a 14 anos, o grupo foi o único representante brasileiro a ganhar o prêmio nesta edição. Os premiados são Rafael Portella Pereira, Antonio Barbeiro Carderoli e Vinícius Yukio Pereira Misaka, do ciclo 3 do ensino fundamental (equivalente ao 5º e 6º ano). 

De acordo com o professor Ricardo Hidalgo Santim, que coordenou a equipe, o projeto vencedor é o protótipo de um contador de pessoas para evitar a superlotação em espaços públicos durante a pandemia, utilizando o microcontrolador BBC Micro Bit. No total, três equipes do ciclo 3 foram inscritos na competição, que aconteceu de forma on-line. 

Santim explica que a edição deste ano do desafio foi relacionado a dois dos 17 ODSs (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) da ONU (Organização das Nações Unidas), sendo eles o 3º (saúde e bem-estar), e o 13º (ações contra as mudanças globais do clima).

Os alunos de Birigui escolheram o 3º, desenvolvendo um protótipo que atendesse as questões sanitárias da pandemia de covid-19. 

Controle

O projeto criado por Rafael, Antonio e Vinícius tem como objetivo controlar a entrada e saída de pessoas no colégio onde estudam. O protótipo utilizou o processador para contar, automaticamente, utilizando alavancas no chão. 

Os alunos, ao entrarem na escola, pisam em uma das alavancas, informando sua presença. Ao saírem, pisam na que informa a saída. Também foi colocada uma trava para quando o número máximo de pessoas for atingido. Assim, o sistema emite um alarme, impedindo a entrada.  

Para o projeto, os estudantes usaram itens sustentáveis, como papelão e papel alumínio. 

“Isso foi importante não só para a questão sanitária e fluxo de pessoas, mas também para controle da refeição servida no colégio. A gente sabe a quantidade exata de pessoas que estão no colégio, para poder ter o preparo adequado de acordo com o número de pessoas”, explica Santim, informando que hoje esse controle é feito manualmente. 

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM COTIDIANO
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.