Cotidiano

Prefeitura e ONGs estudam transferência de animais do zoológico de Araçatuba

Centro de Tratamento de Animais da Fauna Silvestre, que ocupa o espaço do zoológico, possui 292 animais da fauna silvestre

Da redação - Hojemais Araçatuba
29/06/21 às 16h31
(Foto: Divulgação)

Matéria atualizada às 16h59*

A Prefeitura de Araçatuba (SP) está desenvolvendo, junto com ambientalistas ligados a ONGs (Organizações Não-Governamentais), um projeto para destinar animais do Centro de Tratamento de Animais da Fauna Silvestre do município, instaurado no zoológico municipal "Dr. Flavio Leite Ribeiro", para santuários licenciados ou para centros de reabilitações licenciados adequados para os animais nativos de nossa região.

Atualmente, o centro possui 292 animais da fauna silvestre impossibilitados de retornar ao ecossistema, de 20 espécies diferentes que ocorrem no Cerrado, Cerradão e Mata Atlântica Estacional Semidecidual.

O trabalho está sendo moderado pela vice-prefeita Edna Flor (Cidadania) e pelo secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Lucas Savério Proto.

Nesta terça-feira (29), o secretário afirmou que este é um movimento muito esperado por conta das prováveis melhorias de qualidade de vida e do bem-estar dos animais que forem possíveis destinar.

Manejo

 

Grupo visitou as instalações do Centro de Tratamento no último sábado (Foto: Divulgação)

“Este manejo vai possibilitar uma vida melhor aos animais, pois alguns poderão viver em locais maiores e em contato com outros animais, ou serem reabilitados intensamente por profissionais específicos, possibilitando até a recuperação de alguns animais que, possivelmente no futuro serão reintegrados adequadamente ao ecossistema”, comentou Proto.

O secretário explica que hoje o zoológico não existe mais, tendo ficado apenas o nome mesmo. Ele destaca que não se tem mais animais exóticos que eram, em sua maioria, abandonados pelos circos.

“Eles (os circos) não podem mais ter animais e a maioria dos zoológicos deixarão de existir. Hoje, temos apenas os animais nativos que sofreram em queimadas, foram atropelamentos ou sofreram maus tratos”, explica ele.

Edna Flor conta que a primeira reunião do grupo de estudos aconteceu na última sexta-feira, no Paço Municipal. As organizações estão sendo representados de Simone Segura e Fernando dos Santos Corrêa, representando e a pedido da vereadora Cristina Munhoz (PSL).

No último sábado, eles foram visitar as instalações do Centro de Tratamento. Agora, está sendo feito o planejamento das futuras ações. 

Petição 

Em fevereiro deste ano, o Hojemais Araçatuba publicou matéria sobre uma petição de 2016, que foi resgatada por moradores, pedindo o fim das atividades do zoológico e a transferência dos animais. Na época, o secretário afirmou que a Prefeitura não via a possibilidade de transferir os animais a outros espaços por conta da falta de santuários situados em ecossistemas e climas semelhantes ao nosso. 

O zoológico também virou assunto no dia da posse para o segundo mandato do prefeito Dilador Borges (PSDB), que promoteu para este ano o início da revitalização do local. Há projetos arquitetônicos feitos pelos alunos do curso de arquitetura e urbanismo da Unitoledo para a Prefeitura, que estavam sendo analisados por possíveis investidores, segundo a Prefeitura.  

Um dos projetos em análise tem valor estimado de R$ 3 milhões e poderá ser executado com recurso pleiteado pelo município no Ministério do Turismo. O segundo, que foi readequado a pedido da Prefeitura, prevê investimento de aproximadamente R$ 1,5 milhão.

*Matéria atualizada para acréscimo de informações

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM COTIDIANO
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.