Polícia

Laire é condenado a 42 anos e meio de prisão por assassinar casal no Jussara

Julgamento começou na manhã de quarta-feira e só terminou na madrugada desta quinta-feira, em Araçatuba

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
25/11/21 às 09h09

O Tribunal do Júri de Araçatuba (SP) condenou a 42 anos e 6 meses de prisão, Laire Antônio Neves Feltrin, pelo assassinato do casal Egídio Ribeiro, 56 anos, e Clarice Miranda Ribeiro, 55, crime ocorrido em 5 de outubro de 2014, no bairro Jussara.

O julgamento aconteceu no Fórum de Araçatuba, com início às 9h de quarta-feira e terminou somente por volta das 2h desta quinta-feira (25). Os jurados acataram na íntegra a denúncia, que foi defendida em plenário pelo promotor de Justiça Adelmo Pinho.

A sentença foi proferida pelo juiz Danilo Brait, que presidiu o júri e não concedeu ao réu é o direito de responder em liberdade. Ele determinou o regime fechado para início do cumprimento da pena e Feltrin já aguardava o julgamento preso. A Promotoria de Justiça já decidiu que não recorrerá da decisão.

Trio

Esse julgamento encerra o caso em primeira instância na Justiça de Araçatuba. Em 2017 o Tribunal do Júri já havia condenado Carlos Alberto Sales, o Carlinhos Roxo, por ser o mandante do crime, e Emerson Ferreira de Brito, acusado de ter levado Feltrin até à residência do casal.

No caso deles, a sentença transitou em julgado neste ano, após o TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) acatar recurso da defesa e reconhecer a continuidade delitiva, reduzindo as penas que haviam sido determinadas em primeira instância.

Duplo homicídio

O duplo homicídio aconteceu na residência do casal, porém, o alvo seria um filho de Egídio e Clarice, que teve um relacionamento amoroso com a filha de Carlinhos Roxo. Após o rompimento ele teria passado a importuná-la, por isso o pai dela teria contratado os outros dois réus para matá-lo.

Consta na denúncia que Brito levado Feltrin à casa das vítimas em uma picape. O filho do casal estava na calçada da residência e ao vê-los, correu para dentro de casa e se escondeu em um quartinho nos fundos.

Feltrin foi atrás dele, se deparou o com o casal e atirou nos dois. Egídio foi encontrado caído na varanda e a Clarice no corredor, próximo ao banheiro. Eles não resistiram aos ferimentos e os réus foram presos durante a investigação. Os três foram denunciados e condenados por duplo homicídio duplamente qualificado.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
  12/08/22 às 14h46
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍCIA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.