Polícia

Menino de 9 anos morre em Birigui com suspeita de dengue

Deu entrada no pronto-socorro no início da tarde de domingo já em estado clínico grave e não sobreviveu

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
09/05/22 às 14h49
Menino chegou a ser atendido no pronto-socorro municipal de Birigui (Foto: Divulgação)

Um menino de 9 anos morreu no início da tarde de domingo (8), no pronto-socorro de Birigui (SP), com suspeita de dengue. A reportagem tomou conhecimento do óbito ainda no domingo, mas aguardava um posicionamento da Prefeitura de Birigui.

A informação apurada pelo Hojemais Araçatuba foi de que a criança estava com suspeita de dengue hemorrágica, chegou a ser intubada, mas não sobreviveu. Havia postagens de familiares a respeito da morte nas redes sociais.

Em nota emitida nesta segunda-feira (9), a OSS (Organização Social de Saúde BHCL (Beneficência Hospitalar de Cesário Lange), que administra o pronto-socorro, informou que a criança deu entrada às 12h24 em estado grave e foi atendida pela equipe médica e de enfermagem na sala de emergência pediátrica.

“Foram realizadas imediatamente as manobras de ressuscitação cardiopulmonar sem sucesso, evoluindo a óbito, com suspeita de complicações por dengue” , informa a nota. 

Ainda de acordo com a entidade, o menino passou por consultas anteriores no pronto-socorro municipal e apresentava quadro clínico estável de paciente positivo para dengue, mas sem sinais de alerta.

Prefeitura

A Secretaria Municipal de Saúde também emitiu nota informando que o caso está sendo investigado como morte suspeita por dengue. Segundo a Vigilância Epidemiológica, amostra de sangue coletada do paciente seria encaminhada para análise no Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo.

Até quinta-feira (5) a Birigui contabilizava 5.750 casos notificados de dengue, com 4.559 casos prováveis de dengue (4.530 casos positivos e 29 casos investigando) e 1.191 casos negativos. Até então eram quatro óbitos notificados, com dois deles confirmados e dois aguardando resultado de exame.

Ações

Ainda de acordo com a Pasta, desde 7 de março as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti foram intensificadas na cidade. “Até 30 de abril, o mutirão percorreu 72 bairros, sendo trabalhados 22.592 imóveis e retirados 54 toneladas de materiais inservíveis que serviam de criadouros. Foram encontradas larvas do mosquito em recipientes em 712 imóveis”, informa.

Nesta segunda-feira o mutirão para eliminação de criadouros de imóveis e terrenos ocorre nos bairros Vila Pontes, Vila Maria e Thereza Maria Barbieri.

Já a nebulização teve início no Conjunto Habitacional Margareth Vargas, onde na sexta-feira foi realizada uma força-tarefa de limpeza, que recolheu 65 toneladas de materiais inservíveis descartadas de forma irregular em vias públicas.

Responsabilidade

A administração municipal afirma que está fazendo a parte dela para conter o avanço da dengue em Birigui e pede a colaboração e conscientização da população para que permita a entrada dos agentes nos imóveis para os trabalhos preventivos.

Ainda de acordo com a Prefeitura, a população precisa fazer a parte dela, redobrando os cuidados diários com ralos, vasos de plantas, bebedouros de água de pets e outros recipientes que possam acumular água e servir de criadouro para o mosquito.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍCIA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.