AO VIVO
Polícia

Estelionatário aplica golpes na venda de motos para duas vítimas em Três Lagoas 

Um homem que se identifica por "Felipe Amorim" conseguiu aplicar golpes em duas pessoas entre terça-feira (28) e este sábado (2) em Três Lagoas.

Albecyr Pedro - Hojemais Três Lagoas
02/07/22 às 18h34
Foto: Albecyr Pedro-Caso registrado na Depac

Um homem que se identifica por "Felipe Amorim" conseguiu aplicar golpes em duas pessoas entre a terça-feira (28) e este sábado (2) em Três Lagoas.

Os dois casos foram registrados na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).

No primeiro caso, a vítima, uma mulher de 39 anos, moradora de Aparecida do Taboado, tomou conhecimento e se interessou através do aplicativo Facebook de uma moto Honda Biz cor vermelha, ano 2011/2012, e logo passou a conversar via Whatsapp com DDD (67) com o suposto "Felipe Amorim" e perdeu R$ 5,8 mil no golpe.

Desta vez, a vítima, um homem, de 35 anos, relatou à polícia ter visto um anúncio de uma moto também pelo Facebook. Ele se interessou e iniciou uma conversa com "Felipe Amorim" pelo número de DDD (67).

Segundo a vítima, ele foi informado por "Felipe Amorim" que era para ele ir ver a moto na casa de sua cunhada de nome "Ruti" na residência localizada na rua Bruno Garcia, no Centro de Três Lagoas.

No endereço ele avistou a moto, e a moradora confirmou que era cunhada de "Felipe" e enviou um Pix no valor R$ 962 e ainda fez uma transferência via TED no valor de R$ 1 mil, ambas em nome de J.A.N.

"Ruti" não recebeu a quantia em sua conta, e confessou que não era parente de "Felipe Amorim", momento em que perceberam que haviam caído em um golpe.

A vítima se comprometeu em apresentar os comprovantes do Pix e do TED na delegacia de Polícia Civil e manifestou representar criminalmente contra o autor.

MULHER TENTA COMPRAR MOTO PELO FACEBOOK E PERDE R$ 5,8 MIL

Uma mulher de 39 anos procurou a Depac na tarde de terça-feira (28) para denunciar um crime de estelionato, a qual foi vítima.

Segundo a mulher, moradora de Aparecida do Tabuado, ela tomou conhecimento e se interessou através do aplicativo Facebook de uma motocicleta Honda Biz cor vermelha, ano 2011/2012, e logo passou a conversar via Whatsapp com DDD (67) com um homem identificado por "Felipe Amorim".

Conforme o seu relato, sendo assim acertou vistoriar o veículo em Três Lagoas, tendo combinado encontrar em um posto de combustível.

No local, a vítima encontrou um homem identificado por "Paulo Henrique" que estava de posse da moto.

Sendo assim, ela contou que enviou mensagens via Whatsapp pedindo descontos para "Felipe", pois constatou alguns problemas na moto e teria que levar para ser consertada, fechando a compra no valor R$ 5,8 mil.

Após fechar o négocio, foram para o cartório, onde vítima falou com uma mulher identificada por "Beatriz", que seria a proprietária da moto.

Ainda segundo a vítima, ela havia sido orientada para não tratar de valores e pagamento com a proprietária apresentada, que seria suposta cunhada do "Felipe Amorim", assim concordado e feito a transferência via Pix, conforme o comprovante apresentado na delegacia.

Na sequência, "Beatriz", verdadeira proprietária da moto ficou aguardando o envio do comprovante e o valor creditado na conta corrente do seu esposo pelo aplicativo celular, fato que não ocorreu.

Segundo a proprietária, foi enviado um comprovante no valor de R$ 8 mil e por conta de não ter sido creditado o valor na conta do esposo, ela e a vítima começaram a desconfiar de um golpe.

A vítima efetuou várias ligações e enviou mensagens a "Felipe Amorim", suposto vendedor,  porém sem sucesso. Diante dos fatos, a mulher manifestou em representar criminalmente contra os envolvidos, quando forem identificados.

LEIA TAMBÉM
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍCIA
Franquia:
Três Lagoas MS
Franqueado:
Empresa Jornalística e Editora Hojemais Ltda.
01.423.143/0001-79
Editor responsável:
Sérgio Scalone - MTB 8388/SP
atendimento@agitta.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.