AO VIVO
Polícia

Secretário de Segurança pede a delegados de Três Lagoas rigor nas investigações de crimes contra a vida e o patrimônio

A Delegacia Regional de Três Lagoas abrange os municípios de Água Clara, Selvíria e Três Lagoas. Conforme o secretário de Segurança, o objetivo agora é reduzir os outros índices como por exemplo os feminicídios, furtos e homicídios culposos no trânsito.

Da Redação
28/05/22 às 14h59

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira, esteve em Três Lagoas essa semana, onde realizou reunião com o delegado Regional da Polícia Civil no município, Ailton Pereira de Freitas e com os titulares e adjuntos das delegacias do município.

Entre os assuntos abordados com os delegados estiveram a repressão aos crimes contra a vida e o patrimônio no município. “Furtos, roubos, homicídios, feminicídios e latrocínios são os crimes que mais impactam a sociedade e queremos repressão rigorosa contra esses autores, não apenas como resposta à sociedade, ma como forma de evitar novos delitos”, ressaltou Videira.

Na Regional de Três Lagoas, dos 12 índices criminais monitorados pela Sejusp, 6 apresentaram expressivas reduções no primeiro quadrimestre deste ano. Entre eles estão os homicídios dolosos (-22,2%), os roubos gerais (-23,8), os roubos em via urbana (-27,1%) e roubos a comércios (-75%).

A Delegacia Regional de Três Lagoas abrange os municípios de Água Clara, Selvíria e Três Lagoas. Conforme o secretário de Segurança, o objetivo agora é reduzir os outros índices como por exemplo os feminicídios, furtos e homicídios culposos no trânsito.

“Os números da Regional de Três Lagoas são bons, porém queremos melhorar esses índices, principalmente essa questão dos furtos e feminicídios, com a qualificação e indiciação de autores, bem como com representações pelas prisões desses criminosos junto ao Judiciário, para que não voltem a cometer delitos”, destacou o secretário de Segurança.

No primeiro quadrimestre de 2021, especificamente no município de Três Lagoas apresentaram reduções os homicídios dolosos (-14,3), roubos gerais (-17,2%), roubos em via urbana (-25,5%) e roubos a comércios (-50%). Já os feminicídios tiveram alta, sendo registrados 3 casos nos primeiros 4 meses deste ano, contra os 2 contabilizados em 2021.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍCIA
Franquia:
Três Lagoas MS
Franqueado:
Empresa Jornalística e Editora Hojemais Ltda.
01.423.143/0001-79
Editor responsável:
Daniele Brito
materia03@hojems.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.