Conteúdo Patrocinado

Diretoria da Santa Casa de Araçatuba presta contas

Em três anos, diretoria conseguiu diminuir déficit financeiro, mesmo investindo na redução do endividamento, e estruturação física e de pessoal do hospital, referência de alta complexidade para 40 municípios

Santa Casa de Araçatuba*
01/02/22 às 19h15
USINA DE OXIGÊNIO: Modernizada passou de 60 m3/h para 150 m3/h; produção evitou caos nos atendimentos nos picos da pandemia

A Santa Casa de Araçatuba (SP), que é referência do SUS (Sistema Único de Saúde) em atendimentos de alta complexidade para 40 municípios, apresenta síntese da prestação de contas da administração do provedor Claudionor Aguiar Teixeira.

A medida respeita o direito à informação e é uma forma de agradecimento à população e às autoridades e representantes de organizações e instituições que colaboram com o hospital.

Nesses três anos, a diretoria deu um choque de gestão e priorizou os ajustes nas despesas e a captação de recursos junto à comunidade e aos governos municipal, estadual e federal. Com isso, a atual diretoria conseguiu reduzir em 58,51% o déficit financeiro. Em 2020, a instituição registrou superávit.

Em 2021, no entanto, houve queda nas receitas e as contas do hospital fecharam com déficit de R$ 6.888.042,94, porém, foram quase R$ 10 milhões a menos que em 2018, ano em que a diretoria atual assumiu com um déficit de R$ 16.602.100,68.

AVANÇO

Apesar de a receita ser menor que a despesa para realizar em média 650 mil procedimentos médico-hospitalares/ano, a diretoria da Santa Casa conseguiu ampliar em números e qualidade a assistência aos pacientes do SUS, que correspondem a cerca de 85% dos atendimentos.

Dentre os avanços, é possível destacar o aumento de 57,89% no total de leitos de UTI e atendimento de demandas extras, que geraram a necessidade de ampliação de 23,39% no quadro de contratados. O aumento no número de funcionários foi possível devido à economia obtida com a organização de horas extras.

ESTRUTURA

Na atual gestão, o hospital avançou na garantia de assistência com qualidade para os pacientes. A modernização da Usina de Oxigênio é um dos exemplos e ocorreu meses antes da pandemia do coronavírus.

Graças à parceria com a CPFL e recursos próprios, a Santa Casa de Araçatuba aumentou de 60 metros cúbicos/h para 150 metros cúbicos/h a produção da Usina de Oxigênio. Sem isso, a cidade teria vivido o caos ocorrido em alguns municípios do País, que não tiveram oxigênio suficiente para atender os pacientes. 

A instituição também está resolvendo pendências históricas, como a reforma das alas destinadas às internações do SUS para adequá-las às novas legislações e, principalmente, oferecer mais conforto aos pacientes. São 12 apartamentos em andares diversos e duas alas inteiras (Ortopedia e Obstetrícia) reformados e/ou em obras financiadas com doações de pessoas físicas, instituições, da Justiça do Trabalho e aportes de emendas parlamentares.

SEGURANÇA

Outro desafio que está sendo vencido pela atual diretoria é a obtenção do AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros). São R$ 4 milhões investidos no plano de obras para adequar as instalações às normas de segurança contra incêndios.

Com a medida, a instituição passará a ser uma das poucas do Estado de São Paulo com o documento que garante a estabilidade e segurança em casos de incêndio.

UNIDADE DE INTERNAÇÃO DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA

Reforma de alas do SUS: conforto aos pacientes e colaboradores; Centro Obstétrico também está em reforma (Foto: Divulgação)

REVITALIZAÇÃO DE APARTAMENTOS SUS

Graças à comunidade e instituições, 11 quartos e 2 alas de internação foram reformadas ou estão em obras (Foto: Divulgação)

CENTRO CIRÚRGICO

Reformado, CC agora tem 12 salas equipadas; média de cirurgias/dia passou de 20 para 80; pandemia reduziu o fluxo (Foto: Divulgação)

SERVIÇO DE HEMODINÂMICA E CARDIOLOGIA INTERVENCIONISTA

Verba de R$ 2,5 milhões do Governo de SP garantiu equipamento de ponta e reforma do Serviço de Hemodinâmica (Foto: Divulgação)

UNIDADE AMBULATORIAL

Com verba do UniSalesiano, hospital instalou Unidade Ambulatorial que integra serviços de consultas e exames (Foto: Divulgação)

PRINCIPAIS AVANÇOS OBTIDOS NO PERÍODO 2018-2021

MAIS DE R$ 15 MILHÕES INVESTIDOS EM OBRAS

Com recursos próprios, da comunidade e instituições foram investidos em três anos R$ 15.980.304,62 em construções, ampliações e reformas para melhoria do funcionamento do hospital e da qualidade dos atendimentos.

USINA DE ENERGIA SOLAR

Sistema vai gerar média R$ 1,1/ano de economia com energia elétrica (Foto: Divulgação)

PROJETO CORPO DE BOMBEIROS

Investidos R$ 4 milhões para adequar o hospital ao AVCB (Foto: Divulgação)
 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
  30/06/22 às 19h33
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM CONTEÚDO PATROCINADO
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.