Polícia

Advogado é preso acusado de agredir a companheira em Araçatuba

Uma faca foi apreendida e investigado pagou R$ 3 mil de fiança para responder em liberdade; presidente da OAB foi comunicado da ocorrência

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
15/06/21 às 11h24

Um advogado de 62 anos residente em Araçatuba (SP) foi preso pela lei Maria da Penha na noite de segunda-feira (14), acusado de agredir a companheira dele. A vítima tem 29 anos e passou por atendimento médico por ter sofrido um corte em uma das mãos. Uma faca foi apreendida.

Segundo o que foi apurado pela reportagem policiais militares foram à residência do casal para atendimento a ocorrência de violência doméstica e encontraram os dois envolvidos na frente do imóvel. A mulher relatou que discutiu com o companheiro, que armou-se com uma faca e foi em direção a ela, que para se defender, segurou a lâmina, vindo a lesionar dois dedos.

Ciúmes

Enquanto a mulher era ouvida, o companheiro dela permaneceu do outro lado da rua. Ao ser questionado, o investigado confirmou que discutiu com a companheira após pegar conversas dela no celular com outro homem.

Entretanto, ele alegou que apenas discutiu e entrou em vias de fato com a convivente, negando o uso de faca. Apesar disso, uma faca com marcas de sangue foi encontrada no compartimento de uma motoneta de propriedade do advogado. Ele alega que foi a mulher que colocou o objeto no veículo dele. A faca será encaminhada para perícia.

Filhos

Segundo a polícia, o casal tem dois filhos, um de 8 anos e outro de 5 anos de idade, os quais confirmaram a briga entre os pais deles, afirmando que o pai deles teria utilizado uma faca. Ainda segundo o que foi relatados pelos policiais militares, um dos filhos disse que tentou defender a mãe.

A mulher contou à polícia que o companheiro dela ingere bebida alcoólica e sempre discute por motivos banais. Ela passou por atendimento médico no pronto-socorro municipal antes de ir ao plantão policial para registro da ocorrência, onde requereu a decretação de medidas protetivas de urgência.

O delegado que presidiu a ocorrência decidiu pela prisão em flagrante do advogado, que pagou fiança arbitrada em R$ 3.000,00 e responderá inquérito em liberdade.

Por ser autuante na comarca, o presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Sandro Laudelino Ferreira Cardoso, foi comunicado da prisão.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍCIA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.