Polícia

Motociclista morre e motorista de carro é preso após colisão em Birigui

Vítima trabalhava na Prefeitura; investigado recusou o teste do bafômetro e não pagou a fiança de R$ 9.900,00

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
01/08/21 às 10h41
Colisão ocorreu em rotatória em Birigui (Foto: Reprodução)

O funcionário público municipal Éverton César Vioto, 43 anos, morador no bairro Quemil, em Birigui (SP), morreu na noite de sábado (31) ao ter a moto que conduzia atingida na traseira por um carro. O condutor do outro veículo recusou o bafômetro e foi preso em flagrante. Como não pagou a fiança, ele ficou à disposição da Justiça.

Segundo a polícia, o caso aconteceu por volta das 20h, na Vila Bandeirantes. Equipe que estava em patrulhamento foi alertada por populares sobre um acidente de trânsito e encontrou a vítima caída no asfalto, próxima da moto. No local, uma rotatória na rua Bom Jesus, havia muito sangue.

O Corpo de Bombeiros foi chamado, enviou equipe de resgate e a Guarda Municipal também foi acionada para orientar o trânsito. Chegando ao local, os socorristas imediatamente constataram o óbito. Devido à gravidade do ferimento, houve exposição de massa encefálica.

Batida danificou a frente do carro (Foto: Reprodução)

Investigado

Um pouco distante do local, segundo a polícia, esteve o investigado, um autônomo de 46 anos, residente no bairro Cidade Jardim, ao lado do carro dele, um Nissan Sentra.

Ele contou aos policias que seguia com o veículo pela rua Bom Jesus, sentido centro. Alegou que se aproximando da rotatória diminuiu a velocidade, mas como não viu nenhum carro na preferencial, seguiu em frente e acabou batendo na moto.

Segundo a polícia, ele recusou o teste do bafômetro e teve o veículo apreendido administrativamente devido ao desgaste dos pneus. Após a realização de perícia, a moto, uma Honda Titan, foi entregue a uma irmã de Vioto, que esteve no local.

Preso

Ao ser apresentado no plantão, o autônomo foi levado para IML (Instituto Médico Legal) para exame clínico, que segundo a polícia ficou prejudicado pela ausência de sinais claros de embriaguez. Ele autorizou a coleta de amostra de sangue para exame de dosagem alcoólica, cujo resultado sairá posteriormente.

O delegado que presidiu o flagrante decidiu pela prisão do investigado por homicídio culposo (sem intenção) na direção de veículo automotor e arbitrou fiança de R$ 9.900,00. Como o dinheiro não foi apresentado, ele permaneceu à disposição da Justiça.

Segundo a polícia militar, pessoas que estavam em um posto de combustível na frente de onde ocorreu a colisão testemunharam os fatos e iriam posteriormente à delegacia para prestar depoimento.

O corpo de Vioto passaria por exame necroscópico antes de ser liberado para velório e enterro, que está previsto para as 16h, no cemitério da Consolação.

Éverton César Vioto trabalhava na Prefeitura de Birigui (Foto: Reprodução)
 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍCIA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.