Polícia

Mulher sofre parada cardíaca após ser espancada pelo companheiro em Birigui

Foi encontrada pela mãe dela que veio de Jaú após a filha relatar que vinha sendo agredida; acusado foi preso em flagrante

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
15/06/21 às 09h21

Uma mulher de 40 anos, moradora em Birigui (SP), foi internada em estado grave após ser espancada pelo companheiro na noite de segunda-feira (14). Ela sofreu uma parada cardiorrespiratória e está na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). O acusado do crime foi preso ao voltar para casa horas depois.

Segundo a polícia, o crime aconteceu na residência do casal, no bairro Jardim Aeroporto, onde policiais militares estiveram por volta 19h, chamados pela mãe da vítima. A mulher contou que mora em Jaú e viajou para Birigui a pedido da filha, que telefonou dizendo que estaria sendo maltratada pelo companheiro.

Ao chegar na casa da filha ela a encontrou caída, com sinais de violência física pelo corpo. Logo que os policiais chegaram no imóvel também chegou uma viatura do resgate do Corpo de Bombeiros e as equipes entraram juntas na residência, que tem apenas um cômodo e um banheiro.

De acordo com a polícia, a vítima estava desacordada, apresentava lesões pelo corpo, mas não havia manchas de sangue nela ou no local. Apesar de não ter visto as agressões, a mãe suspeitava do genro, diante do que a filha vinha lhe relatando nos últimos dias. 

Agressões 

Após a vítima ser levada para o pronto-socorro, os policiais militares conversaram com uma moradora nas imediações, que revelou que há dias vinha ouvindo as discussões entre o casal, seguidas de agressões contra a mulher.

Na noite de segunda a testemunha ouviu a vítima sendo agredida, dando a impressão de estar caída e golpeada com chutes desferidos pelo companheiro, que tem 42 anos. Ele fazia xingamentos e dizia que iria matá-la enquanto a agredia, segundo a testemunha. 

Essa pessoa também contou que durante a tarde conseguiu ver pelo muro, a vítima sendo espancada e impedida de sair de casa pelo companheiro. A residência do casal foi preservada para realização de perícia que foi realizada por equipe do Instituto de Criminalística.

Grave

Após a conclusão dos trabalhos os policiais militares foram para o pronto-socorro e a equipe médica relatou que a paciente havia sofrido uma parada cardiorrespiratória. Ela foi reanimada, mas estava intubada e mantida em coma induzido.

Quando que chegavam na delegacia para apresentar a ocorrência, os policiais foram comunicados de que o acusado havia voltado para casa. A equipe retornou ao local e o surpreendeu na frente da residência.

Segundo a polícia, ao ser questionado sobre o que havia ocorrido o investigado nada respondeu. Ele foi algemado e apresentado no plantão policial, onde o delegado que presidiu a ocorrência decidiu pela prisão em flagrante por tentativa de feminicídio, sem direito a fiança na fase policiais.

Após o registro ele permaneceria à disposição da Justiça.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍCIA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.