Política

Câmara de Birigui define integrantes de Comissão Processante

Os vereadores André Fermino, Paulinho do Posto e Marcos da Ripada ainda decidirão quem presidirá e quem será o relator no processo de investigação política do prefeito Leandro Maffeis

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
09/04/21 às 12h08
A comissão terá 90 dias, contados da data de notificação do prefeito, para concluir os trabalhos (Foto: Divulgação)

A Câmara de Birigui (SP) publicou no Diário Oficial do Município nesta sexta-feira (9), os nomes dos parlamentares que comporão a CP (Comissão Processante) instaurada para apurar possível crime de responsabilidade e infração político-administrativa praticados pelo prefeito Leandro Maffeis (PSL) no pronto-socorro municipal.

A instauração da comissão foi aprovada na sessão de terça-feira (6), quando foram sorteados os vereadores Wesley Ricardo Coalhato (PSL), o Cabo Wesley (PSL); Reginaldo Fernando Pereira (PTB), o Pastor Reginaldo; e Osterlaine Henriques Alves (DEM), a Dr.ª Osterlaine.

Entretanto, os três abriram mão de fazer parte da investigação e ficaram de indicar os substitutos de maneira formal durante a semana.

Nomes

Os indicados por eles foram André Luís Moimas Grosso (PSDB), o André Fermino; Paulo Sergio de Oliveira (Avante), o Paulinho do Posto; e Marcos Antônio Santos (PSL), o Marcos da Ripada.

As indicações mantêm as representações dos três blocos parlamentares sorteados inicialmente e caberá aos integrantes do grupo definir quem presidirá a CP, quem será o relator e o membro. A publicação feita no Diário Oficial informa que a comissão terá o prazo de 90 dias, contados da data de notificação do prefeito, para concluir os trabalhos.

Denúncia

A denúncia que resultou na instauração da CP foi protocolada pelos munícipes Joabio Oliveira de Lima e Antônio Cristino de Souza. Eles questionam a qualidade do serviço prestado no pronto-socorro pela empresa Isma (Instituto São Miguel Arcanjo), contratada no início de fevereiro por 180 dias.

A empresa é responsável pelos médicos que atendem na unidade de saúde, onde morreram dezenas de pessoas nas últimas semanas, as quais estavam em tratamento com sintomas de covid-19.

A denúncia foi acatada com voto contrário apenas do vereador Everaldo Santelli (PV). O presidente da Casa, César Pantarotto Júnior (PSD), se absteve.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍTICA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.