Política

CP ouve Fermino nesta terça-feira e Leandro Maffeis na quarta

Secretária municipal de Saúde estava convocada para prestar depoimento nesta segunda-feira mas não compareceu

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
27/12/21 às 22h43
José Fermino Grosso ainda se recupera de um problema de saúde e será ouvido de forma remota (Foto: Arquivo)

Em atendimento à liminar concedida pela Justiça, a CP (Comissão Processante) que investiga denúncia de suposta fraude na contratação emergencial de OSS (Organização Social de Saúde) para gerenciar o pronto-socorro de Birigui (SP) vai ouvir nesta terça-feira (28), o ex-vereador José Fermino Grosso.

Ele, que é autor da denúncia protocolada na Câmara, se recupera de problema de saúde, por isso irá prestar depoimento de forma remota. A oitiva dele foi uma exigência da defesa do prefeito Leandro Maffeis (SP), que estava com o depoimento agendado para o dia 6 deste mês, mas recorreu à Justiça para ser ouvido somente depois de Fermino, alegando que poderia ser prejudicada a ampla defesa.

Pancreatite

Fermino se recupera em casa após passar por um período na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa de Araçatuba. Ele foi diagnosticado com uma pancreatite grave aguda, que evoluiu para derrame pulmonar e insuficiência renal.

Após a defesa de Maffeis obter na Justiça de Birigui a liminar determinando que o prefeito fosse ouvido apenas depois de Fermino, um atestado médico por 60 dias, assinado por um neurologista, foi apresentado à CP.

O depoimento do prefeito havia sido reagendado para esta terça-feira, mas ao ser notificado, a defesa de Maffeis entrou com outro pedido no Plantão Judiciário em Araçatuba, solicitando que foi cumprida a liminar, suspendendo o depoimento dele até que Fermino fosse ouvido.

A Justiça acatou o pedido e determinou que a liminar fosse cumprida. Como Fermino deve prestar depoimento nesta terça-feira, não haveria mais nenhum impedimento para que o prefeito de Birigui seja ouvido no dia seguinte.

Faltou

Os depoimentos dos convocados pela CP foram retomados hoje, com a ausência da secretária municipal de Saúde, Cássia Rita Santana Celestino, que não compareceu e não teria apresentado justificativa. A comissão ainda avaliará que providência poderá ser tomada com relação ao não cumprimento da convocação.

Quem esteve na Câmara e foi ouvida foi Joice Eliete Boter Zingarelli, convocada pela defesa do prefeito, feita pelo advogado Maurício Cristovam de Oliveira Junior. Ela é esposa do advogado Thiago Zingarelli, que representa a BHCL (Beneficência Hospitalar de Cesário Lange), OSS que administra o pronto-socorro de Birigui.

A sessão de amanhã está marcada para começar às 9h e será transmitida ao vivo pelos canais da Câmara Municipal de Birigui. A comissão é presidida pelo vereador Zé Luis Buchalla (Patriota), tem o vereador Wagner Mastelaro (PT) como relator e Marcos da Ripada (PSL) é membro.

A CP tem até o final de janeiro para concluir e enviar o relatório para votação.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍTICA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.