Política

Secretário de Governo da Prefeitura de Birigui é exonerado

CP investiga denúncia de que Paulo Henrique teria entregado cópia de chamamento público emergencial ao advogado da OSS que foi contratada para gerenciar o pronto-socorro municipal por R$ 2,3 milhões mensais

Lázaro Jr. - Hojemais Araçatuba
27/12/21 às 22h06
Paulo Henrique foi exonerado do comando da Secretaria de Governo da Prefeitura de BIrigui (Foto: Reprodução)

O secretário de Governo da Prefeitura de Birigui (SP), Paulo Henrique Marques de Oliveira, foi exonerado do cargo nesta segunda-feira (27), conforme decreto publicado no Diário Oficial do Município. No período da manhã a assessoria de imprensa havia divulgado nota informando que ele havia protocolado requerimento solicitando a exoneração.

Ainda segundo o que foi publicado, ele estaria deixando o cargo para tratar de questões familiares. Na mesma nota consta que o prefeito Leandro Maffeis (PSL) aceitou o pedido e agradeceu ao secretário "pelo trabalho desenvolvido com muita competência à frente da Secretaria de Governo neste ano”.

Paulo Henrique trabalhou na campanha do atual prefeito e fazia parte da equipe de governo desde o início do mandato, em janeiro. Entretanto, ele virou alvo de investigação após a instauração de uma CP (Comissão Processante) na Câmara, para apurar denúncia de suposta fraude no chamamento público emergencial para contratação emergencial de uma OSS (Organização Social de Saúde) para gerir o pronto-socorro municipal.

Encontro

Segundo a denúncia, em 8 de julho Paulo Herinque teria entregado cópia do chamamento público a Thiago Zingarelli, que é advogado da BHCL (Beneficência Hospitalar de Cesário Lange). Dias depois essa entidade venceu o chamamento público emergencial e assinou contrato de pouco mais de R$ 2,3 milhões mensais com a Prefeitura. Zingarelli também é advogado do Isma (Instituto São Miguel Arcanjo), que antes da BHCL assumir, era a responsável pela contratação dos médicos do pronto-socorro.

Em depoimento à CP, o então secretário de Governo confirmou ter encontrado Zingarelli naquela data, na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Tatuí, que também é administrada pela BHCL. Entretanto, disse que foi encontrar o advogado para pegar orçamentos para o contrato de gestão da ESF (Estratégia da Saúde da Família), a pedido da Secretaria Municipal de Saúde.

Sorocaba

Ele inclusive viajou com um carro da Secretaria de Saúde e no mesmo dia esteve em um shopping em Sorocaba. Em depoimento, Paulo Henrique disse que foi de carona no carro de Zingarelli até Sorocaba, para ser apresentado a Hudson Nilton Ramos, que seria diretor da Agem (Agência Metropolitana de Sorocaba) na época.

Alegou ainda que teve que voltar com o carro da Prefeitura para Sorocaba porque havia esquecido a mochila na Agem e Hudson a teria levado até o shopping para devolvê-la.

Essa agência enviou ofício à Comissão Processante informando que naquela data o atendimento presencial estava suspenso devido à pandemia do coronavírus. O documento é assinado pelo diretor adjunto, Fabiano Doretto Pagioro, com data de 17 de dezembro.

Nenhum assunto

Após ser questionada pela reportagem sobre a suposta visita, a assessoria de imprensa da Agem divulgou nota informando que não possui nenhum assunto que se relacione com o município de Birigui no que diz respeito a questões metropolitanas e funções de apoio.

Apesar disso, Hudson também apresentou uma declaração confirmando ter recebido Paulo Henrique e Zingarelli em 8 de julho, apesar de a agência estar fechada. Ele alegou que o atendimento aos dois aconteceu na antessala da Secretaria da Fazenda, prédio que abriga a Agem, por isso não foi registrada a presença dos visitantes.

A Prefeitura não informou quem deverá ser indicado para a Secretaria de Governo.

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM POLÍTICA
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2022 - Grupo Agitta de Comunicação.