Viver Mais

Grupo na rede social faz sucesso contando curiosidades sobre Araçatuba

O objetivo é divulgar fatos que construíram a história e a identidade do município; grupo no Facebook foi criado há pouco mais de um mês e possui mais de 34 mil membros 

Manu Zambon - Hojemais Araçatuba
14/06/20 às 11h00
Imagem da praça Rui Barbosa é usada como capa do grupo (Foto: Jackson Firmino/Arquivo Pessoal)

Com pouco mais de 34 mil membros, o grupo Memórias de Araçatuba se tornou um sucesso entre os moradores do município, em pouco tempo. A rede é fechada, mas quem tiver interesse em fazer parte, só pedir para ser membro. 

Criado no feriado do dia 1º de maio, como um trabalho de faculdade, pela designer de interiores e estudante de arquitetura e urbanismo Aline Cristina Nascimento Chagas, junto com o marido, o advogado Pedro Chagas, o grupo já possui mais de 28 mil publicações.

“Estava fazendo um trabalho da faculdade, o qual envolvia uma pesquisa sobre Araçatuba. Quando então comecei a pesquisar, não encontrei muito conteúdo. Aliando ao clima tenso e polarizado que domina as redes sociais, resolvemos criar esse grupo no feriado”, explica Aline.

“O objetivo foi melhorar o nível do Facebook, divertindo e trazendo cultura”, completa o advogado.  

Segundo Aline, o sucesso foi imediato; em menos de 24 horas, o grupo atingiu mil membros. “Quando minha mulher inventou o grupo, achamos que chegaria no máximo a 500 pessoas, e na mesma noite chegou a 1.000 e na manhã seguinte estava em 2.509”, completa Pedro.

A popularidade do grupo se deve a histórias e fotos interessantes de Araçatuba, que muitas vezes não são de conhecimento da maioria. Todos os membros podem fazer postagens, contando histórias que sabem sobre a cidade. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Foto da área onde foi o primeiro cemitério de Araçatuba (Foto: Angelo Cardoso/Arquivo Pessoal)

Fatos e fotos

Uma das postagens, por exemplo, mostra uma foto do local onde foi o primeiro cemitério da cidade, na avenida dos Araçás, no cruzamento da rua Marcílio Dias. Hoje, o espaço abriga a Acrepom (Associação dos Catadores de Papel, Papelão e Materiais Recicláveis).

Outras histórias também chamam a atenção e rendem bastante comentários e interações na rede, como a da escola estadual José Cândido, que foi o segundo grupo escolar a ser instalado em Araçatuba. Antes do colégio estar localizado na rua Rintaro Takahashi, no bairro Higienópolis, ele funcionava na rua Nova Julho e passou por vários outros prédios.

Os exemplos não param por aí, afinal, são milhares de publicações e imagens antigas do município, que resultam em mais de 700 mil comentários e mais de dois milhões de reações.

Pedro gosta de destacar histórias de personalidades de Araçatuba. Ele lembra que a primeira postagem que fez foi sobre a Didi e o Tati. Segundo Pedro, Didi era uma senhora que na década de 1980 passava pelas casas pedindo óculos Ray Ban; o Tati era um senhor que dizia ter lutado na guerra, que ficava na rua dando uma um guarda de trânsito.

Preservando

Para ajudar a ministrar toda essa movimentação, a rede conta com o auxílio dos administradores Angelo Cardoso, João Celoni, Juvenal Alves, Osmar Alves e Timóteo, destacam Aline e Pedro.

Como forma de preservar o objetivo do grupo, algumas postagens não são permitidas, como assuntos que envolvem política, religião, discursos de ódio, publicidade, vendas, entre outros. 

 RECOMENDADO PARA VOCÊ
 EM DESTAQUE AGORA
VEJA TODOS OS DESTAQUES
 ÚLTIMAS EM VIVER MAIS
Franquia:
Araçatuba SP
Franqueado:
Connect Empresa Jornalística e Editora LTDA
32.184.870-0001/54
Editor responsável:
Aline Galcino - MTB: 43087/SP
aline.galcino@ata.hojemais.com.br
Todos os direitos reservados © 1999 - 2021 - Grupo Agitta de Comunicação.